Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oficial de Justiça

Esta página é uma iniciativa informativa DIÁRIA especialmente vocacionada para Oficiais de Justiça. De forma independente da administração da justiça e dos sindicatos, aqui se disponibiliza a informação relevante com um novo artigo todos os dias.



Pode ouvir aqui rádio com música alternativa não massiva e sem publicidade


< ÚLTIMA FUNCIONALIDADE >
PERMUTAS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

Veja se lhe interessam os pedidos existentes (já lá foram colocados mais de 70 anúncios) e envie o seu, caso esteja interessado nesta forma de mobilidade. Mesmo que ainda não esteja em condições para usar esta faculdade, sempre pode estabelecer contacto e ir combinando. Seja qual for a sua categoria ou carreira, divulgue o seu pedido e espere para ver se a alguém interessa. Neste momento há 3 pedidos concluídos e diversos em negociações.
Todos os contactos são realizados através do e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt

Consulte a lista dos pedidos através do “botão” que encontra no cabeçalho da página, com a designação de: “Permutas”, aí encontrando também alguns esclarecimentos sobre esta modalidade alternativa às movimentações ordinárias ou extraordinárias, destacamentos, recolocações…
saiba+aqui

Oficial de Justiça Últimas Publicações:

Quinta-feira, 19.10.17

Nova Funcionalidade: Pedidos de Permutas

      Depois da publicação do projeto deste último movimento extraordinário, começaram de imediato a surgir imensos pedidos de permutas nas redes sociais, mesmo antes dos candidatos estarem colocados e mesmo antes de se confirmar este projeto com a sua versão final em Diário da República.

      Para além destes imensos pedidos dos novos ingressantes, há também muitos pedidos de outros, já em exercício de funções, que não conseguem, pela via dos movimentos, os lugares que ambicionam.

      Este é um problema antigo e, para o efeito, há grupos no Facebook (grupos fechados) que vão anunciando tais pedidos de permutas e até os sindicatos detêm uma zona reservada aos seus associados para o efeito.

      No entanto, não existe, até agora, um local de acesso público onde todos possam aceder e consultar o estado dos pedidos, sem terem obrigatoriamente que pertencer a um sindicato ou a um grupo do Facebook, aliás, mesmo sem ter que ter conta no Facebook, porque, por incrível que pareça aos mais novos, há muitos resistentes que se negam a ter conta no Facebook.

      Tendo isto presente, esta página acaba de criar mais uma funcionalidade para poder acudir a todos estes pedidos, aqui os apresentando publicamente, permitindo o acesso a todos os interessados, sem deixar, obviamente, de preservar a identidade dos mesmos.

      Assim, foi criada uma lista, simples, com 5 simples colunas, na qual se começa por identificar o interessado na permuta, através de um número de ordem, seguindo-se a indicação da sua categoria, o local onde está colocado ou irá ser colocado brevemente, o local ou locais para onde pretende permutar e uma última coluna para alguma eventual observação.

      Esta lista, simples, estará sempre disponível e será diariamente atualizada, podendo ser consultada através da hiperligação que no cabeçalho encontra: “Permutas”.

      Como se inscrever na lista?

      Enviando uma comunicação por “e-mail” para o endereço de correio eletrónico dedicado, criado propositadamente para o efeito: PermutasOJ@Sapo.pt

      Note-se, para quem não saiba, que nos contactos de “e-mail”, o uso de maiúsculas é irrelevante, pode escrever com maiúsculas ou sem maiúsculas, é indiferente. Aqui se indica o endereço com algumas maiúsculas apenas para melhor perceção do endereço mas pode escrever de qualquer maneira, desde que lá estejam as letras todas, sejam maiúsculas ou minúsculas, o sistema ignora isso.

      Nesse “e-mail” em que apresenta o pedido, o interessado nem sequer precisa de indicar o nome, a sua identificação será o seu endereço de e-mail, bastando com indicar os aspetos essenciais das colunas, como a categoria, o núcleo onde está e o núcleo ou núcleos ou comarca(s) ou área(s) que pretende.

      É muito simples, por exemplo: “Sou Escrivão Auxiliar, estou colocado em Lisboa e pretendo permutar para o Porto”, ou: “Estou na lista para ingressar em Lisboa, como Técnico de Justiça Auxiliar, mas gostaria de ir antes para o Porto”.

      Atenção que estes pedidos não estão limitados às categorias de “Auxiliares”, podendo, obviamente, todos os Oficiais de Justiça, de todas as categorias, apresentar os seus pedidos. De igual forma, não estão limitados em número. Qualquer interessado pode apresentar mais do que um pedido, se preferir, ou mesmo necessitar, de independentizar os locais que pretende, em vez de apresentar muitos num único pedido que pode ser de mais difícil apreensão por quem consulta.

      Depois de apresentado o pedido, receberá uma resposta confirmando a receção do pedido e indicando qual é o número do pedido que lhe foi atribuído, sendo o pedido publicado na lista.

      Os interessados que surjam disponíveis em aceitar algum dos pedidos formulados, terão que manifestar essa disponibilidade e interesse para o mesmo endereço de correio eletrónico, indicando que tem interesse no pedido número tal. Essa manifestação de interesse será comunicada ao interessado que apresentou o pedido, indicando o endereço de “e-mail” de quem se mostrou disponível para a permuta. Não se divulgará sequer o endereço de “e-mail” de quem colocou o pedido e, posteriormente, caberá ao interessado contactar quem disse estar disponível e pela via que indicou, seja pelo “e-mail”, seja até por algum número de telefone que eventualmente indique.

      Ou seja, sempre se preservará a identidade dos interessados, mesmo até no que diz respeito aos seus endereços de correio eletrónico.

      Claro que, a concretizar-se algum acordo de permuta, convém que o interessado que colocou o pedido comunique que já não lhe interessa a sua manutenção na lista, pois enquanto não o fizer permanecerá na lista por tempo indeterminado, confundindo os colegas.

      Está tudo claro? É um sistema simples, não automático, que passa sempre pela atenção e filtro de um humano, o que permite uma apresentação mais adequada e, ao mesmo tempo, uma atenção mais personalizada, sempre preservando a identidade dos interessados que, como se disse, nem sequer carecem de se identificar.

      Conta-se, claro está, com pedidos reais e sérios mas, em face do funcionamento deste sistema, pela forma apresentada, nada garante que os pedidos sejam ou se mantenham reais, pelo que se declina qualquer responsabilidade nesse sentido, sem prejuízo de se averiguar a regularidade do pedido e a sua supressão. Esta página não cria nada de novo, apenas faz a mediação entre eventuais interessados, constituindo apenas um meio de mediação e facilitação, sendo a responsabilidade dos interesses manifestados apenas dos intervenientes interessados.

      Espera-se que, com mais esta iniciativa, se possa solucionar ou contribuir para solucionar, este que é um grande problema que afeta tantos Oficiais de Justiça, deslocados ao longo de vários anos.

      Não contem com milagres mas, como não custa nada pedir, peçam, pois, nunca se sabe.

ListaDePedidosPermutasFolhaDeExemplo.jpg

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas/"Tags":

às 08:09


9 comentários

De Anónimo a 19.10.2017 às 10:06

Cada vez gosto mais de aceder a este blog!
Fantástico, parabéns pela iniciativa.

De Anónimo a 19.10.2017 às 10:59

Ótima iniciativa!
Muito útil. ..e nunca se sabe!!

De Anónimo a 19.10.2017 às 16:22

boas, sr oficial de justiça

Mais uma vez dou-lhe os parabéns por esta nova funcionalidade do blog,sem duvida este blog tem sido uma grande ajuda, tremenda atrevo-me a dizer pois em relação a minha pessoa é onde consigo ver as minhas duvidas respondidas.
Sou um novo ingressante na carreira de oficial de justiça claro se nao houver alterações ao projecto de movimento é claro, sou dos que concorreu com o 12º ano, vejo em alguns comentários que existe algumas divisões entre os concorrentes mas sou honesto estive dois anos num tribunal a prestar serviço e nao havia divisões fui tratado de igual para igual e espero que assim seja se chegar a ser colocado.
Mas uma vez os meus sinceros parabéns pelo excelente trabalho.
AJ

De oficialdejustica a 19.10.2017 às 17:26

Ora aqui está um comentário muito interessante e a ter em muito boa conta: é irrelevante se se tem o 12º ano ou nem isso ou mais do que isso. Nos tribunais e nos serviços do Ministério Público, todos são tratados da mesma forma e essa forma é uma boa forma; é positiva e, regra geral, não há distinções exceto quando algumas aves raras, julgando-se superiores aos demais, criam esse mau ambiente mas, estes casos, embora existam, são muito, mesmo muito, raros, são a exceção que confirma a regra.
Este comentário diz que esteve dois anos e sempre foi bem tratado e nunca viu divisões. Pois é isso mesmo que sucede na generalidade do país. As divisões e os egoísmos são vistos (ou lidos) apenas aqui em alguns comentários em que cada um olha e defende o seu umbigo e puxa a brasa à sua sardinha. Há quem alegue vantagem em deter cursos superiores e até nestes chegam a ver diferenças, alegando que há uns melhores do que outros. Enfim, há só pessoas, todas dignas e todas a ser tratadas por igual, por aquilo que são e valem de facto, enquanto pessoas, e não enquanto detentores de qualquer título. Se os homens não se medem aos palmos, como diz o provérbio, também os Oficiais de Justiça não se medem aos canudos.
Muito obrigado pelo seu comentário, não só pela apreciação que faz a esta iniciativa mas por trazer esta sua visão da realidade, da sua experiência real e não de conceitos virtuais que não existem na realidade, realidade essa que é, afinal, onde se vai trabalhar de facto e não no mundo virtual.

De 4S a 19.10.2017 às 18:06

Também tenho que concordar com o Anónimo das 16.22. Estive a prestar serviço durante um ano fora da minha área de residência e fui muito bem tratada, com todo o carinho, com toda a paciência para as dúvidas e curiosidades de quem quer aprender. Só tenho que agradecer e espero que daqui a uns anos possa fazer o mesmo não a eles mas a outros que vierem a entrar e precisarem.

De Filipe a 26.10.2017 às 14:17

Boa tarde
Sobre este movimento extraordinario,o prazo a decorrer de 10 dias para reclamar,o que eu quero entender é: sobre o que é que os movimentados podem reclamar ? Com que fundamentos se pode reclamar,ou que fundamentos se pode invocar para realizar uma boa reclamação??
Alguma vez algum reclamante levou a sua avante??
Espero poder ver as minhas duvidas respondidas.
Obrigado

De oficialdejustica a 26.10.2017 às 23:32

Filipe, antes de mais, convém escarecer um aspeto: o prazo de 10 dias que está a decorrer não é para "reclamar" do projeto de movimento mas para se "pronunciar" sobre ele, querendo. Isto é um prazo de "audiência prévia" dos interessados. Depois, quando for apresentada a versão final, aí sim, poderão os interessados "reclamar" caso não tenham sido atendidos os motivos que agora eventualmente tenham apresentado ou até outros novos que possam surgir. Vulgarmente, todos usam a expressão "reclamar" mas há estes dois momentos e agora, para já, é apenas para ouvir o que alguém tenha a dizer sobre o assunto, isto é, não é preciso reclamar de nada, basta só apresentar o assunto.

Motivos para se pronunciar ou até reclamar? Desde logo, caso verifique alguma anomalia, no nome, no número, na posição da lista de antiguidade ou de graduação e, especialmente, na colocação indicada, se não foi sequer indicada ou se verifica que há outra que foi ocupada por quem não devia, afetando-o a si, em seu prejuízo, ou até a outrem, etc.
Cada um deve conferir os seus dados, as suas opções e verificar por que razão não foi colocado nas suas primeiras preferências.

A cada movimento há quem se pronuncie sobre o mesmo e são sempre aceites as pronúncias que contenham sentido e se refiram a problemas reais, sendo estas sempre atendidas e corrigidos os erros, alguns com alteração das colocações e até entrada e saída de alguém. Claro que há muitas pronúncias que se baseiam em desconhecimento de algumas normas, como as das preferências, legalmente previstas, ou noutros aspetos inaplicáveis e, claro está, estas não são atendidas, porque não o podem ser, embora, normalmente sejam sempre respondidas e explicadas.

De Angela a 19.11.2017 às 16:46

Eu só tenho uma dúvida em relação às permutas. (e já estive a ler o estatuto e fiquei sem encontrar a minha resposta). Eu ainda não iniciei funções e sei que para permutar temos que tomar posse no sítio em que fomos colocados. A minha dúvida é saber se há um prazo mínimo de permanência nesse tribunal antes de podermos efetuar a permuta caso haja essa possibilidade. Poderiam-me ajudar? Desde já obrigada

De oficialdejustica a 19.11.2017 às 19:21

Ângela, não há tempo mínimo de permanência mas há a necessidade de terem ambos os permutantes tomado posse nos respetivos lugares. Já para a próxima permuta aí, sim, já há limite de permanência.
Veja o esclarecimento sobre permutas que está incluído na última página da lista das permutas a que acede no botão "Permutas" no cabeçalho desta página. Aí encontra, para além das instruções sobre o funcionamento desta iniciativa, encontra também esse esclarecimento sobre as permutas.

Comentar Artigo



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt .................................................. < NOVO > PERMUTAS para Oficiais de Justiça
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Hora Legal

Acerte aqui o seu relógio pela Hora Legal de Portugal continental e da Madeira, sincronizada com os relógios atómicos do Observatório Astronómico de Lisboa; para os Açores subtraia 1 hora. Hora Legal de Portugal (OAL)




(Ligado aos relógios atómicos do OAL) (por baixo da hora pode ver 1º o desfasamento horário em relação à hora do seu equipamento e 2º o erro de exibição em relação à velocidade da sua Internet, neste concreto momento em que vê esta página)


Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Os habituais surdos vão passar a ouvir rapidamente...

  • Anónimo

    Site Dgaj - "Tribunais" - "recursos humanos" - nu...

  • Anónimo

    Em que sítio?

  • Anónimo

    As vagas referentes a lugares de quadro constam da...

  • Anónimo

    Muita conversa, muita pompa e circunstância, mas o...

  • Anónimo

    Mas esses não lugares não são exercidos em comissã...

  • Anónimo

    Não. 20 e tal são administradores e outros 20 e ta...

  • Anónimo

    109 menos 96 = 13 vagas, estas são as vagas legalm...

  • Anonimo

    Isto é um país de ladrões e pelo 8 ano que o meu ...

  • Anónimo

    De facto qualquer decisão racional passa por abrir...

  • Anónimo

    Alguem das primeiras colocações tem acesso aos rec...

  • Anónimo

    Menos €? Eu recebo menos 30. E ainda ouvimos que a...

  • Anónimo

    Ainda é uma carreira com possibilidade de "subi

  • Anónimo

    Será que vai haver movimento extraordinário?...

  • Anónimo

    Admite-se o controlo do Citius pelos CSM, CSMP e P...

  • oficialdejustica

    Na sua situação, caso se trate de uma primeira col...

  • Anónimo

    Boa noite.Caso não seja colocada neste movimento p...

  • oficialdejustica

    De acordo com o comentário das 11:28, não deverá h...

  • Anónimo

    Uma missa? A sério? Tristeza...

  • Anónimo

    Bom dia. Claro que vão considerar válida. Liguei p...

  • Anónimo

    Tb submeti o meu requerimento como comissão de ser...

  • oficialdejustica

    Sim, provavelmente em março, muito dificilmente an...

  • oficialdejustica

    Sim, provavelmente em março, muito dificilmente an...

  • Anónimo

    Boa tarde. Consegue informar quando ocorrerá o iní...

  • Anónimo

    Boa tarde. Consegue informar quando ocorrerá o iní...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter e no "Blogs Portugal", ou seja, em 5 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Assinantes por "e-mail"





    eMail
    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................