Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Oficial de Justiça

Esta página é uma iniciativa informativa DIÁRIA especialmente vocacionada para Oficiais de Justiça. De forma independente da administração da justiça e dos sindicatos, aqui se disponibiliza a informação relevante com um novo artigo todos os dias.



Pode ouvir aqui rádio com música alternativa não massiva e sem publicidade


< ÚLTIMA FUNCIONALIDADE >
PERMUTAS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

Veja se lhe interessam os pedidos existentes (já lá foram colocados 80 anúncios) e envie o seu, caso esteja interessado nesta forma de mobilidade. Mesmo que ainda não esteja em condições para usar esta faculdade, sempre pode estabelecer contacto e ir combinando. Seja qual for a sua categoria ou carreira, divulgue o seu pedido e espere para ver se a alguém interessa. Neste momento há 3 pedidos concluídos e diversos em negociações.
Todos os contactos são realizados através do e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt

Consulte a lista dos pedidos através do “botão” que encontra no cabeçalho da página, com a designação de: “Permutas”, aí encontrando também alguns esclarecimentos sobre esta modalidade alternativa às movimentações ordinárias ou extraordinárias, destacamentos, recolocações…
saiba+aqui

Oficial de Justiça Últimas Publicações:

Quinta-feira, 15.02.18

SFJ Perde a Paciência

      No dia de ontem, o Sindicato dos Funcionários Judiciais (SFJ) emitiu mais um comunicado ou mais uma nota informativa, na sua página do Facebook, não anunciando novas para a classe, seja mais informação sobre o trabalho indevido no dia da tolerância de ponto ou algo sobre o movimento extraordinário para a categoria de Secretário de Justiça, como prometido para este mês, nem qualquer outra notícia de interesse geral para os Oficiais de Justiça.

      O SFJ costuma ser parco nas comunicações que efetua e, quando comunica algo, fá-lo em momentos concretos em que detém, ou julga deter, algo novo para comunicar; para dar a conhecer e com interesse geral para os Oficiais de Justiça.

      No entanto, desta vez, não vem comunicar nenhuma atividade ou iniciativa sindical mas, tão-só, dizer publicamente que vai instaurar processo-crime e cível a um Oficial de Justiça, indicando até o seu nome completo, por comentários efetuados, por aquele Oficial de Justiça, Escrivão de Direito, num grupo fechado, isto é, restrito e não público, de Oficiais de Justiça.

      Ao que parece, o Oficial de Justiça que exerce funções algures na zona norte do país, terá escrito comentários que o SFJ considera difamatórios e que ofendem o bom nome do Sindicato.

      Diz assim a comunicação do SFJ:

      «O Sindicato dos Funcionários Judiciais tem vindo a ser alvo, nas últimas semanas, de um ataque nas redes sociais, com calúnias, insultos e ofensas pessoais a dirigentes, assentes em mentiras fabricadas ou inventadas por alguns dos participantes nesses fóruns.»

      De acordo com o apurado, as críticas ao SFJ têm subido de tom nas últimas semanas, especialmente depois de ter sido decretada a greve dos três dias. É certo que as críticas têm, em algum momento e por alguns, descambado para a ofensa simples e injustificada e é também certo que o SFJ tem sido tolerante perante essas ofensas.

      Continua a informação: «Temos, com esforço é certo, mantido uma postura de tolerância, não só porque como já referimos, as mesmas mais não passam de mentiras e calúnias, mas também porque quem as coloca, além de não ser associado deste Sindicato, tem revelado seu carácter e comportamento, que na nossa perspetiva não são abonatórios. Todavia, chegou o momento de dizer basta!»

      Refere o SFJ que os comentários ofensivos são-no por serem “mentiras e calúnias”, embora sejam apresentados como verdades ou com a convicção de que são verdades.

      «Porque se uma mentira embora dita muitas vezes jamais será verdade, também é certo que “quem não se sente não é filho de boa gente”! Assim, o secretariado do SFJ decidiu agir judicialmente, contra todos os que, através de mentiras e calúnias, atentem contra o bom nome desta instituição ou seus dirigentes.»

      Desta forma, fica o aviso do SFJ que agirá judicialmente não apenas contra o referido Oficial de Justiça mas contra todos os Oficiais de Justiça, e não só, que atentem contra o bom nome do Sindicato ou dos seus dirigentes.

      Neste sentido, todos avisados, fica ainda a informação de que «foi já desencadeado o processo para a devida queixa-crime e cível contra o senhor “DSTL”, por difamação e ofensa ao bom nome deste Sindicato.»

      Por fim, conclui o SFJ, que «Obviamente, não está em causa a crítica livre e séria ou o legítimo direito ao protesto e à indignação. Mas sem mentiras nem ofensas!»

      O SFJ salvaguarda, a final, a “crítica livre”, embora “séria”, e o “legítimo direito ao protesto e à indignação”, desde que não contenham “mentiras nem ofensas”.

      Isto é óbvio, em qualquer situação de crítica, embora a crítica não tenha necessariamente que ser séria ou parametrizada ou contida em cânones que para alguns são os devidos ou indevidos. A crítica, para ser livre tem que ser livre; é simples.

      Independentemente destes aspetos, a simples divulgação desta informação aporta algum constrangimento aos Oficiais de Justiça, podendo ser interpretado como uma forma de coação ou uma ameaça à livre crítica.

      Claro que a informação do SFJ se limita à eventual difamação do Sindicato ou dos seus dirigentes mas esta comunicação não deixa de transmitir uma certa intimidação a todos aqueles que criticam, criticaram ou poderiam vir a criticar e o efeito prático será o da diminuição das críticas.

      Por outro lado, é, ainda, obviamente questionável esta atitude do SFJ, uma vez que, como entidade representativa dos Oficiais de Justiça, optar por agir judicialmente contra um Oficial de Justiça, por meros comentários num grupo restrito e fechado (não público) no Facebook, independentemente da sua óbvia legitimidade de assim agir, é questionável se essa atitude não poderia ser outra, a da simples reação informativa, no mesmo local, ou a simples ignorância desses meros comentários num meio onde tanto disparate costuma ser dito.

      E se isto é questionável, questionável é, também, a forma pública – fora do tal grupo restrito no Facebook e na página de acesso livre e público do Sindicato – do anúncio de ter desencadeado os processos judiciais a pessoa que identifica com o seu nome completo.

      Como se disse, independentemente da óbvia legitimidade do SFJ em assim agir, é questionável se a ação terá sido a mais adequada e se essa atitude dignifica de facto a ação.

      A legitimidade nem sempre justifica tudo; é necessário ponderar também sobre a adequabilidade das ações, por muito legítimas que sejam. Uma coisa é algo ser legítimo e ter cabimento legal e outra coisa é ser adequado ou apropriado ou acertado, em face da multiplicidade de aspetos a ponderar, sendo certo que existem aspetos que resultam ser profundamente preocupantes para a liberdade crítica dos Oficiais de Justiça.

      Pode aceder à comunicação do SFJ na sua página do Facebook diretamente pela seguinte hiperligação: “SFJ-Facebook”.

MeditacaoNaSecretaria.jpg

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:05



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt .................................................. < NOVO > PERMUTAS para Oficiais de Justiça
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Hora Legal

Acerte aqui o seu relógio pela Hora Legal de Portugal continental e da Madeira, sincronizada com os relógios atómicos do Observatório Astronómico de Lisboa; para os Açores subtraia 1 hora. Hora Legal de Portugal (OAL)




(Ligado aos relógios atómicos do OAL) (por baixo da hora pode ver 1º o desfasamento horário em relação à hora do seu equipamento e 2º o erro de exibição em relação à velocidade da sua Internet, neste concreto momento em que vê esta página)


Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • oficialdejustica

    A organização de um Movimento costuma ser demorada...

  • Anónimo

    Boa tarde, Será que me pode informar quando estará...

  • Anónimo

    Será que afinal não existe assim tanta "amizade" e...

  • Anónimo

    É notório que chegou o carnaval e que, segundo o a...

  • Anónimo

    Pergunte antes pelos números do Euromilhões, é mai...

  • Anónimo

    O sr, Mário Bicho é o exemplo vivo disso como se v...

  • Mário Bicho

    Até qdo é que os OJ se vão considerar especiais, s...

  • Anónimo

    Bom dia,Quando será que sai o resultado do último ...

  • Anónimo

    Inteiramente de acordo com o autor desta publicaçã...

  • Paulo

    A defesa de interesses difusos, como no caso do ta...

  • Anónimo

    Tem todos muita palheta mas sempre quero ver se es...

  • Anónimo

    Ou seja, então deixemos todos de pagar quotas aos ...

  • Anónimo

    Se um sindicato instaura um processo em representa...

  • Anónimo

    Boa tarde. tenho concordado com algumas posições e...

  • Anónimo

    Assim, pensando eu deixar de ser sócia do STJ num ...

  • Anónimo

    inteligência acima da média, anda perdida nesta ca...

  • oficialdejustica

    Adelaide Sousa, solicito o obséquio de indicar por...

  • adelaide de sousa

    solicito o obsequio de nos remeterem copias das pr...

  • Anónimo

    A LUTA CONTINUA...ASSIM SIM!FINALMENTE HÁ UM SINDI...

  • oficialdejustica

    De facto nada tem a ver (e não haver) com o artigo...

  • Anónimo

    sei que náo é o lugar apropriado pois nada tem hav...

  • Anónimo

    Não

  • Anónimo

    Bom diaAlguem sabe dizer para quando está previsto...

  • oficialdejustica

    Diz: "estar na hora dos sindicatos se unirem num s...

  • Anónimo

    na próxima segunda-feira o Sr.Fernando Jorge estar...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter e no "Blogs Portugal", ou seja, em 5 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Assinantes por "e-mail"





    eMail
    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................