Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL publicação periódica independente com 7 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL (DD-OJ)
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt

...............................................................................................................................
| | | - COVID-19
[1] - Compilação de Sugestões de Medidas de Proteção Práticas para Oficiais de Justiça
[2] - Consulte aqui os dados oficiais diários atualizados da DGS e infografias
[3] - Consulte também aqui, em primeira mão, as notícias que a agência Lusa fornece para a comunicação social, entretanto com acesso gratuito

...............................................................................................................................

Segunda-feira, 31.12.18

SFJ explica por que não cumpre semana de greve decidida no Plenário

      Na página do Facebook denominada "Secretário Geral do SFJ", foi publicada uma comunicação na passada sexta-feira, 28DEZ, que tenta desculpar a decisão do SFJ em não cumprir a decisão do plenário de trabalhadores realizado em outubro passado em frente ao Ministério da Justiça, em Lisboa, altura em que se decidiram diversas ações, entre elas uma greve de uma semana em janeiro; de 7 a 11 de janeiro.

      Nesta publicação, o SFJ explica que a decisão dos trabalhadores reunidos em plenário nacional não é tão inteligente quanto a decisão da cúpula do sindicato e chama à sua nova ação a “bomba inteligente” por oposição à “bomba atómica” que, obviamente, não é tão inteligente quanto a nova decisão daquele sindicato.

      Claro que isto é inédito. Por regra geral, simples e óbvia, todos os sindicatos respeitam as decisões tomadas pelos trabalhadores, não as contrariando mas apoiando-as, porque são decisões dos próprios trabalhadores, ainda que não sejam tão iluminadas ou inteligentes quanto as decisões das cúpulas sindicais. No entanto, neste caso, tal não sucede.

      A mencionada publicação tem por título: “A Bomba Atómica (já) ou A Bomba Inteligente” e dirige-se aos associados do sindicato nestes termos:

      «Companheiros e Companheiras,

      Enquanto Oficiais de Justiça e dirigentes do SFJ, sentimos um enorme orgulho pela adesão da grande maioria dos Oficiais de Justiça às formas de luta que o SFJ tem realizado.

      O Ministério da Justiça, sem que nada o fizesse prever, atirou borda fora mais de um ano de negociações do estatuto socioprofissional.

      De 30-05-2018 a 18-12-2018, o Ministério da Justiça para além de não ter apresentado contrapropostas relativas à tabela remuneratória e ao regime de aposentação apresentados pelo SFJ, apresentou um novo “documento” (denominado por ‘grandes linhas do novo estatuto dos oficiais de justiça’).

      Ou seja, atirou “borda fora” mais de um ano e meio de trabalho e os compromissos já assumidos em sede de negociação.

      Mas não contentes com o desperdício de tempo e com os compromissos assumidos, este documento (‘grandes linhas…’) representa uma verdadeira afronta aos Oficiais de Justiça.

      E este documento, que rejeitámos de imediato, representa uma afronta aos Oficiais de Justiça, nomeadamente pelas seguintes razões (entre outras):

      .1. Aplicação do Regime de Avaliação – SIADAP – em que a avaliação passaria a ser realizada pelos Administradores Judiciários, cfr. ponto 5. Avaliação de Desempenho (dando a origem ao que todos sabemos…);

      .2. Redução do COJ apenas à função disciplinar;

      .3. Exercício de Cargos de Chefia – Escrivães de Direito e Secretários de Justiça – em regime de Comissão de Serviço (dando a origem ao que todos sabemos…);

      .4. Nenhuma referência ao Estatuto de Aposentação dos Oficiais de Justiça (fator de compensação pelos deveres especiais a que os Oficiais de Justiça estão sujeitos).

      Perante esta afronta, que luta desencadear?

      Como todos sabem, a irredutibilidade do MJ nas negociações com as várias carreiras / profissões da área da justiça (Magistraturas / Guardas Prisionais / PJ / Registos e Notariado / Reinserção Social, entre outras) tem sido uma constante.

      Mas, para além das profissões da área da justiça, muitas outras áreas (p.e. saúde e educação) se encontram em processos de luta longos e difíceis e os resultados têm sido escassos.

      Novos modelos de luta/greve têm sido ensaiados, por exemplo, pelos enfermeiros (Greve Cirúrgica), pelos professores (Greve às Avaliações) e pelos Guardas Prisionais (Greve às Horas Extraordinárias), causando um enorme impacto com o mínimo esforço financeiro (desconto de dias de greve). Aliás, os enfermeiros até recorreram ao “crowdfunding”.

      A greve é a última “ratio” no arsenal de instrumentos de luta e, assim sendo, terá que ser usado de forma a causar o maior impacto com o menor esforço financeiro.

      Se realizássemos, já, uma greve consecutiva de cinco dias, o que faríamos a seguir? Dez, Quinze ou mesmo Vinte dias de greve?

      Há que ter em atenção que o impacto que uma greve de cinco dias teria nos dias de hoje, não seria o mesmo que teve a greve que realizámos em 1998 (30 e 31 de Março e 1, 2 e 3 de Abril), onde foi decretada a requisição civil dos oficiais de justiça.

      Hoje, este seria um cenário impossível uma vez que o colégio arbitral tem proferido decisões a decretar serviços mínimos, mesmo que seja apenas um dia de greve ou até greves fora do horário das “secretarias judiciais”.

      Perante o decretamento dos serviços mínimos, o impacto de uma greve semelhante – apesar de significativo – seria menos eficaz, com elevado esforço financeiro.

      Assim, perante este cenário e perante a necessidade de não ser desperdiçada a “bomba atómica” antes do tempo, e porque a luta vai ser dura e prolongada, o SFJ decidiu designar o Mês de Janeiro como o Mês da Dignidade e da Solidariedade.

      Dignidade – na defesa de um estatuto socioprofissional que respeite os Oficiais de Justiça, pela sua dedicação, sacrifício, abnegação e labor que sempre deram em prol de uma Justiça mais justa e célere.

      Solidariedade – os Oficiais de Justiça desempenham, para além dos Tribunais e Serviços do Ministério Público (STJ, STA, TRL, TRP, TRG, TRC, TRE, DIAP, DCIAP, etc…), funções em diversos organismos do Estado (MJ, CSM, CSTAF, CSMP, PGR, DGAJ, COJ, CFFJ, IGFEJ etc…), pelo que é chegado o momento de todos, mesmo todos, serem solidários na luta e não arranjarem desculpas para não fazerem greve.

      Não será justo que os Oficiais de Justiça que desempenham funções nos Tribunais e Serviços do Ministério Público façam um esforço enorme na defesa dos direitos de todos, e que alguns (COJ/CFFJ/ IGFEJ/Administradores, entre outros), porque se encontram a desempenhar funções em comissão de serviço, não sejam solidários na Luta/Greve.

      Está na hora, nomeadamente, dos Inspetores do COJ, e respetivos Secretários de Inspeção, se mostrarem solidários com os demais e aderirem às greves. É que o “documento”, apresentado pelo MJ, seria o princípio do fim do COJ, reduzindo-o apenas à função disciplinar.

      Como já referimos, o caminho será longo e difícil, e desenganem-se aqueles que pensavam que uma greve de cinco dias, no atual momento, iria resolver alguma coisa.

      As decisões que tomamos são consubstanciadas nas discussões/intervenções e sugestões apresentadas nas dezenas de reuniões e plenários realizados pelo SFJ em todo o território Nacional e Regiões Autónomas.

      O SFJ tem uma estratégia bem definida e assente na participação e colaboração dos milhares de Oficiais de Justiça.

      Ao contrário de outros, o SFJ está, e sempre estará, ao lado dos Oficiais de Justiça nas várias lutas, motivando-os, informando-os e dando todo o apoio necessário.

      A estratégia, para já, não será a da “bomba atómica”. Será antes a da “bomba inteligente” (maior impacto com o menor esforço financeiro possível).

      A Greve de Janeiro será apenas mais um passo nesta caminhada de Luta, que não é fácil e estará longe do fim.

      Seguindo o princípio das “bombas inteligentes” (maior impacto com o menor esforço financeiro possível), o SFJ está a preparar novas formas de luta, para que o impacto na Administração/MJ/Governo seja o máximo sendo mínimo o esforço financeiro despendido pelos Oficiais de Justiça.»

      A comunicação termina com os habituais chavões e os nomes dos subscritores:

      «Chega de dividir e de arranjar desculpas para não aderir às greves. Quem não luta pelo que quer, aceita o futuro que vier. A luta continua! O momento é de união! Juntos, conseguiremos! / Alexandre Silva / António Albuquerque / António Marçal / Fernando Jorge»

      Pode aceder à aqui transcrita comunicação através da seguinte hiperligação: “SFJ-SecretárioGeral-Facebook”.

      E pronto, em vez da tal semana de greve, um mês fracionado com dias em que poderá haver, com sorte e a correr bem, apenas uma meia-dúzia de Oficiais de Justiça a fazer greve, sendo isto uma “bomba inteligente” e não uma “bomba atómica” burra.

      Do nosso ponto de vista trata-se de um mês perdido; de uma perda de tempo; da concessão ao Governo de mais tempo para empurrar até outubro qualquer decisão, adiando a aprovação final de um novo estatuto nesta legislatura deste XXI Governo.

      É, pois, do nosso ponto de vista, uma decisão colaborativa que apenas introduz um intervalo ou uma pausa na luta.

      Do nosso ponto de vista, falta contundência e falta também que o SFJ anuncie, de uma vez por todas, que a semana de 7 a 11 de janeiro será de greves diárias sectoriais, conforme já aqui anunciamos no passado dia 22 de dezembro, continuando o SFJ a omitir essa informação enquanto vai produzindo justificações para a alteração da decisão do plenário, tentando conformar a opinião dos Oficiais de Justiça.

      Na ausência de tal informação, voltamos a indicar como será essa tal semana “inteligente”. Assim, os dias já marcados e que o SFJ ainda não divulgou são os seguintes, destinados aos Oficiais de Justiça que nesses juízos, tribunais e balcões exercem funções.

      - dia 07 - Juízos Cíveis (Locais e Centrais) e Juízos de Proximidade;

      - dia 08 - Balcão Nacional de Arrendamento e Balcão Nacional de Injunções;

      - dia 09 - Tribunal da Propriedade Intelectual e Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão;

      - dia 10 - Tribunal Marítimo, Tribunal Constitucional e Tribunal de Contas;

      - dia 11 - Juízos de Comércio.

      Ora, como bem se vê, há aqui bastantes omissões; desde logo chama a atenção a ausência dos Juízos Locais Criminais, os Juízos Centrais Criminais, os Juízos de Instrução Criminal, os Juízos do Trabalho, os Juízos de Família e Menores, os Juízos de Execução, todas as secções do Ministério Público que se relacionam com todos aqueles juízos e todos os Departamentos de Investigação e Ação Penal do país, bem como os Oficiais de Justiça noutras funções, como nas Unidades de Apoio aos Órgãos de Gestão das Comarcas, nos Tribunais da Relação, no Supremo Tribunal de Justiça, nos Tribunais Administrativos e Fiscais, nos tribunais superiores desta jurisdição administrativa e fiscal, os Tribunais de Execução de Penas, bem como nas muitas e mais diversas comissões de serviço e sem esquecer a grande ausência dos muitos Juízos de Competência Genérica que existem por todo o país. Tudo isto não consta desta semana de greves, tudo isto corresponde à maior parte dos Oficiais de Justiça do país mas, toda esta maioria ausente será incorporada durante o resto do mês de janeiro, aos bocadinhos, fração a fração; greve fracionada esta cujo efeito prático é muito duvidoso, embora haja quem a considere “inteligente”.

EspreitaOlho.jpg

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:01


BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.................................................. INICIATIVAS COMPLEMENTARES:
..................................................
MEDIDAS e Sugestões de Proteção Prática para Oficiais de Justiça
Veja a compilação de sugestões recebidas até ao momento e envie o seu contributo para o e-mail:
OJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

..................................................
PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos. Saiba+Aqui

..................................................
Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
+
Veja também por aqui o Estatuto Editorial e a Direção desta publicação
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
808 24 24 24 - SNS 24 / Saúde 24
(custo de chamada local)
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Uma vergonha. Mais um incentivo para a saída dos O...

  • Bad connection . . .

    Vergonha . . .Por este andar metade dos funcionári...

  • Anónimo

    Quadro 4: Contagem dos trabalhadores por grupo/car...

  • Anónimo

    com muitos a achar que as suas categorias de Auxil...

  • Anónimo

    Obrigado, já li. Com excepção do atendimento ao pú...

  • Anónimo

    "Fontes do sector dizem que a verdadeira razão do ...

  • Anónimo

    Ah ok, foi publicado hoje e entra em vigor daqui a...

  • Anónimo

    Lei n.º 16/2020

  • Anónimo

    ??????????????????????????????????????????????????...

  • Anónimo

    Ja agora, uma perguntinha. A lei para a reabertura...

  • Anónimo

    Art 38 da Lei do Orcamento de Edtado 2020: 1 - A r...

  • Anónimo

    Esta pergunta só pode ser uma brincadeira de mau g...

  • Anónimo

    Experimente ler o Art. 13 b, do DL 10-A/2020, na r...

  • Anónimo

    Qual Lei?

  • Anónimo

    A gestão da pandemia começa a ficar nas mãos dos b...

  • Anónimo

    "Portugal tem de reforçar a quantidade e a qualida...

  • Anónimo

    Ainda vamos ter jogos de futebol antes de termos o...

  • Anónimo

    E a lei para a reabertura dos tribunais ja foi pub...

  • Anónimo

    Sei que a classe está envelhecida, mas quem ouvir ...

  • Anónimo

    O prazo de 15 dias anunciado para o inicio das neg...

  • Anónimo

    Diário da República n 103/2020, Série Ii de 25-05-...

  • Anónimo

    A lei obriga ao uso de máscara em espaço fechados ...

  • Anónimo

    Claro que sim! Nos Tribunais é obrigatório o uso d...

  • Anónimo

    Vai tu, otário!

  • Anónimo

    Para mim é claro que a lei continua a ser sabotada...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"


    subscrever feeds





    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................