Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL publicação periódica independente com 8 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL (DD-OJ)
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt

...............................................................................................................................
| | | - COVID-19
[1] - Compilação de Sugestões de Medidas de Proteção Práticas para Oficiais de Justiça
[2] - Consulte aqui os dados oficiais diários atualizados da DGS e infografias
[3] - Consulte também aqui, em primeira mão, as notícias que a agência Lusa fornece para a comunicação social, entretanto com acesso gratuito

...............................................................................................................................
FERIADOS MUNICIPAIS NESTA SEMANA:
- 10MAI-Seg - Ponta Delgada.
- 12MAI-Qua - Aveiro.
- 13MAI-Qui - Alcanena, Alenquer, Almeirim, Alter do Chão, Alvito, Anadia, Ansião, Arraiolos, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Beja, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Estremoz, Golegã, Loulé, Mafra, Marinha Grande, Mealhada, Melgaço, Monchique, Mortágua, Oliveira do Bairro, Quarteira, Salvaterra de Magos, Santa Comba Dão, Sobral de Monte Agraço, Torres Novas, Vidigueira, Vila Franca de Xira e Vila Real de Santo António.
- 14MAI-Sex - Vouzela.
- 15MAI-Sab - Caldas da Rainha.
- 16MAI-Dom - Fafe.
& pode ver + no Calendário do Oficial de Justiça 2021
...............................................................................................................................

Sábado, 05.01.19

As desculpas esfarrapadas sobre as greves de janeiro

      O Sindicato dos Funcionários Judiciais (SFJ) publicou ontem (04JAN) uma informação sindical em que aborda as greves deste mês de janeiro.

      Desde logo, volta-se à explicação-justificação do motivo da não concretização da decisão tomada em plenário de trabalhadores para a realização da greve de 5 dias neste início de janeiro, conforme estava determinado pelo plenário.

      -1- O SFJ aponta como desculpa o facto de ter colhido algumas opiniões e sensibilidades que apontavam para a dificuldade de realizar mais uma greve, pelo menos para já, depois de tantas horas de greve levadas a cabo.

      -2- Depois, apresenta novamente aquele raciocínio já antes apresentado sobre as “bombas atómicas” e as “bombas inteligentes” embora agora omitindo completamente a opção da inteligência e considerado apenas a greve de cinco dias como uma “bomba atómica”.

      Diz-se assim: «Como sabemos, a greve é a última ratio no arsenal de instrumentos de luta e, assim sendo, terá que ser usada de forma a causar o maior impacto com o menor esforço financeiro.» Acrescentando que «a estratégia, para já, não passará pelo recurso à chamada “bomba atómica” e que «Temos de reservar a “Bomba Atómica” para o momento certo e adequado, que será o que causar maior impacto.»

      -3- Por fim, diz-se que a greve de cinco dias também não podia ser realizada porque a seguir teriam que se suceder greves de 10, 15 ou 20 dias… O que se afirma em forma de questão.

      Diz-se assim: «Se realizássemos, já, uma greve consecutiva de cinco dias, o que faríamos a seguir? Dez, Quinze ou mesmo Vinte dias de greve?»

      Estas três grandes linhas de pensamento apresentadas e que tentam justificar a alteração da decisão dos trabalhadores na realização da greve de uma semana são, como se costuma dizer, “desculpas esfarrapadas”.

      Vejamos:

      -1- O facto de terem sido colhidas opiniões, sensibilidades, manifestações de sofrimento perante a enorme luta e, com tais opiniões, alterar uma decisão de um plenário de trabalhadores e não de um plenário qualquer de um local de trabalho ou de uma área mas de um plenário nacional, não só inédito mas que também custou um dinheiral para levar até Lisboa tantos Oficiais de Justiça, esta desculpa é, simplesmente, uma treta. Convém recordar que estas opiniões e sensibilidades surgem e são invocadas por alguns Oficiais de Justiça em todas as greves e em todas essas mesmas greves, o SFJ nunca a elas cedeu, tendo, pelo contrário, continuado sempre a pugnar pela adesão de todos à greve, apelando a um constante e renovado esforço, porque, como vem dizendo, "Quem não luta pelo que quer aceita o futuro que vier". Claro que nada disto se mostra coerente e é mesmo contraditório, pelo que esta desculpa do colher opiniões para contrariar uma decisão plenária é completamente disparatada.

      -2- Quanto à desculpa da “bomba atómica” que só deve ser usada, ou “reservada”, como se diz, “para o momento certo e adequado”, constitui uma nova desculpa esfarrapada porquanto este era o momento, porque assim estava decidido, e porque esse vago e vazio conceito de haver um determinado e indefinido “momento certo e adequado” constitui um total vazio que preenche um outro conceito: o da treta.

      -3- Por fim, a terceira desculpa esfarrapada é a de que quando se faz uma greve de cinco dias, nunca mais se poderá fazer uma greve de um dia ou de dois ou três dias nem mesmo de novos cinco dias mas apenas e sempre de mais dias, como: de 10, 15 ou 20 dias. Isto é absurdo e constitui mais uma treta.

      Claro que haverá quem considere muitas virtualidades nestas desculpas apresentadas mas, do nosso ponto de vista, como se disse, estas desculpas são desculpas esfarrapadas e são também uma treta.

      Depois destas três grandes linhas justificativas, o SFJ promete para o futuro, obviamente depois de transcorrido este mês de janeiro, novas formas de luta, que afirma já estarem previstas, afirmando ainda que tais formas “poderão passar pelo encerramento de vários Tribunais / Juízos durante vários meses seguidos”. Sim, está mesmo isso lá escrito: “encerramento de vários tribunais/juízos durante meses seguidos”.

      Esta promessa para o futuro de encerramento por meses consecutivos será uma bomba atómica, conforme referido na desculpa nº. 2 e que não colide com a desculpa nº. 1 nem com a nº. 3, uma vez que tais meses seguidos não causarão impacto financeiro de relevo nos Oficiais de Justiça, nem haverá o perigo da desculpa nº. 3 de, depois desses meses seguidos só poderem ser usadas greves de anos ou décadas seguidas. Ora, isto não faz sentido nenhum e coloca mais uma vez em crise todas as desculpas antes tentadas.

      Na mesma informação sindical diz-se que «Se o que move o MJ são as estatísticas, então atuaremos nessas áreas.» O que é que isto quer dizer? Que tipo de luta é esta, nas estatísticas? Nada mais consta na informação sindical.

      Continua a mesma informação sindical com mais uma promessa para o futuro, desta vez de se vir a realizar uma greve de 4 dias mas no caso se não haver respostas positivas e diz-se assim: «se, entretanto, não obtivermos respostas positivas por parte do MJ, iremos continuar com ações de luta nos próximos meses de Fevereiro, Março e Abril, culminando com uma Greve Geral Nacional já agendada para a semana de 29-04-2019 a 03-05-2019»; isto é, os tais quatro dias, sem que tenha havido um momento de pousio nos meses anteriores, o que, novamente, vem colocar em causa o alegado na desculpa nº. 1; ou até não: se antes dessa greve de quatro dias no final de abril e início de maio, o SFJ colher opiniões e sensibilidades de que a greve é muito “bomba atómica” e surge na sequência de um esforço de meses, etc. então, tal como a desta próxima semana foi suprimida, apesar de ter sido uma decisão dos trabalhadores reunidos num inédito plenário nacional, mais depressa esta anunciada greve de quatro dias fica sem efeito porque as opiniões e sensibilidades que então possam surgir de novo terão que surtir esses mesmo renovado efeito.

      O SFJ termina a informação sindical afirmando não compreender a greve do outro sindicato, do SOJ, na sua greve decretada ao trabalho extraordinário fora das horas normais de funcionamento das secretarias e, embora não compreendendo, apela ao SOJ que dê sem efeito tal greve, tal como no ano passado deu sem efeito outra idêntica greve.

      Tal como aqui já referimos, em artigos recentemente publicados, a greve do SFJ de 1999 ao serviço fora de horas, só foi considerada nos últimos dias de dezembro e então anunciada pela Direção-geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), ou seja, antes disso, emborra se dissesse que existia desde 1999, não observava as atuais regras de comunicação de greves e, por tal motivo, inexistindo, o SOJ tratou de salvaguardar o direito à greve às horas extraordinárias, tal como no ano passado também fez e apenas fez cessar a sua greve em face de uma outra mais abrangente e sem serviços mínimos, saltando a confusão instalada sobre serviços mínimos, assim os suprimindo e concedendo aos Oficiais de Justiça uma mais certa e relevante atuação de greve.

      Diz o SFJ: «Assim, não se compreende esta insistência do SOJ em decretar greve a períodos já abrangidos por greves decretadas pelo SFJ, implicando a obrigatoriedade de cumprimento de serviços mínimos, por força do Colégio Arbitral.» E não diz o SFJ que essa sua greve surge na DGAEP apenas nos últimos dias do ano e já depois da greve do SOJ ter sido anunciada. Assim, o SFJ parece ter um problema de compreensão ou de omissão.

      Tal como aqui também já concluímos, a coexistirem estas duas greves aos mesmos períodos fora das horas fixadas de funcionamento das secretarias: das 12H30 às 13H30 e das 17H00 até às 09H00 do dia seguinte, uma com serviços mínimos e a outra sem serviços mínimos, então parece ser vantajoso para os Oficiais de Justiça que a greve que contém a fixação de serviços mínimos seja dada sem efeito, a não ser que a inserção, há dias, desta greve do SFJ de 1999, venha a ser apreciada agora, em face da sua recém apresentação, e venham a ser fixados idênticos serviços mínimos, o que ainda não ocorreu e há quem afirme que pode ainda ocorrer.

      Diz-se assim na informação sindical: «Assim, de forma a evitar constrangimentos para os Oficiais de Justiça, apelamos, de novo, ao SOJ que desconvoque a Greve.» Este mesmo apelo foi já aqui realizado mas tal só deverá suceder caso aquela greve de 1999 do SFJ em 2018 recuperada e inserida na DGAEP venha a ficar novamente sem serviços mínimos, pelo que parece ser compreensível esperar um pouco para ver o que sucede.

NarizDePinoquio.jpg

      Pode aceder à integralidade da informação sindical aqui citada através da seguinte hiperligação: “SFJ-IS-04JAN2019”.

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:05


BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.................................................. INICIATIVAS COMPLEMENTARES:
..................................................
PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
MEDIDAS e Sugestões de Proteção Prática para Oficiais de Justiça
Veja a compilação de sugestões recebidas até ao momento e envie o seu contributo para o e-mail:
OJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos. Saiba+Aqui

..................................................
Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................

..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
+
Veja também por aqui o Estatuto Editorial e a Direção desta publicação
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
808 24 24 24 - SNS 24 / Saúde 24
(custo de chamada local)
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    https://observador.pt/programas/programa-comentari...

  • Anónimo

    Este socialismo de caviar, servido de avental, min...

  • Anónimo

    Uma hora não adianta?!Bem, vejamos,. Se estiver a ...

  • Anónimo

    “Mentes pequenas são controladas pela desventura e...

  • Anónimo

    para próxima corre melhor (ou não)

  • Anónimo

    Os plenários serviram e servem para as nossas reiv...

  • Anónimo

    1° se eu quiser parar 1 hora paro e essa hora é me...

  • Anónimo

    Nada disto!D.L. 4/2017.

  • Anónimo

    Não desistir!

  • Anónimo

    O Estatuto da aposentação permite o acesso à apos...

  • Anónimo

    O SOJ devia emitir um comunicado a apoiar e a ince...

  • Anónimo

    "Gabinetes dos políticos e dos órgãos de soberania...

  • Anónimo

    Providência cautelar para acabar com trabalho escr...

  • Anónimo

    Força!

  • Anónimo

    Boas,Também fiz essa greve, mesmo não sendo sindic...

  • Anónimo

    JE SUIS ODEMIRA!

  • Anónimo

    Não estou em erro. Eu fiz essa greve!O problema é ...

  • Anónimo

    Concordo! triste sina!

  • Anónimo

    Migalhas para uns, é certo. Mas para outros, aquel...

  • Anónimo

    Mais grave, veja mais além, note que grão a grão l...

  • Anónimo

    migalhas

  • Anónimo

    Em desabafo com outra colega, e porque já nada ma...

  • Anónimo

    Vergonhoso o projecto lei dos verdes, quando vemos...

  • Anónimo

    Haja alguém que olhe por nós, vá-lha-nos Deus! Irr...

  • Anónimo

    Mais 15,5%. É sempre a subtrair até ao limiar da p...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"


    subscrever feeds





    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................