Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL publicação periódica independente com 8 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL (DD-OJ)
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt
...............................................................................................................................
FERIADOS MUNICIPAIS E ACONTECIMENTOS RELEVANTES NESTA SEMANA:
- 14JUN-Seg - Feriado municipal de Abrantes.
- 16JUN-Qua - Feriados municipais em Espinho e Olhão.
- 18JUN-Sex - Plenário Nacional de Oficiais de Justiça em Lisboa.
- 20JUN-Dom - Feriados municipais em Corvo, Ourém e Praia da Vitória.
& pode ver + no Calendário do Oficial de Justiça 2021
...............................................................................................................................

Segunda-feira, 28.01.19

A Controversa e Derradeira Única Proposta Possível de Alteração ao Estatuto

      Depois destes anos todos de luta e desta semana que hoje se inicia com as últimas greves deste mês, poderá ser tempo de todos se perguntarem o que é que conseguiram entretanto. A resposta, infelizmente, é um redondo nada.

      A carreira foi congelada há dez anos e durante todo esse tempo foi suprimido do vencimento quantia muito relevante que, mensalmente, representa muito dinheiro. Tal dinheiro suprimido não foi nem vai ser devolvido nunca, está irremediavelmente perdido e mesmo quando se pretende algum tipo de compensação para o futuro, para repor, não agora, mas no futuro, uma situação idêntica, o Governo diz sistematicamente que não e, portanto, não aporta futuro algum para esta classe profissional.

      Por outro lado, a carreira também não tem futuro, prevê-se até a desmontagem da careira, em duas, anulando a progressão nas categorias e funções, que desaparecem, o que até aqui, mesmo sem a compensação monetária, ainda prendia, ainda que de forma ilusória, o interesse pela profissão a muitos.

      Hoje, já não há interesse nem há qualquer perspetiva de futuro para esta profissão. Assim, querendo o Governo manter e alterar esta profissão para algo como aquilo que foi apresentado naquelas extraordinárias linhas gerais ou grandes linhas para a profissão, resta apenas aos Oficiais de Justiça desistirem da profissão.

      Aqueles que possam e consigam enveredar por novas profissões ou novas carreiras, mesmo na função pública, como, aliás, até já vai sucedendo, devem aproveitar de imediato e sem mais perda de tempo essa possibilidade de forma a poderem valorizar a sua vida e a dos seus de uma forma positiva que nesta profissão de Oficial de Justiça não se vislumbra possam algum dia vir a valorizar.

      Quanto aos demais que, de momento, não podem, por não conseguirem, abandonar a profissão, então carecem de obter – com urgência – uma compensação ao seu vencimento mensal, recortado, congelado, suprimido e sem futuro, e esta compensação como não é passível de ser obtida desde dentro, deve ser conseguida desde fora, exercendo estes qualquer outra profissão, porque carecem de deter um segundo emprego que compense a subtração operada no seu vencimento e a destruição da sua carreira.

      Não há outra forma de suprir as faltas pois a isso não se predispõe o Governo, pelo que os dois sindicatos que representam os Oficiais de Justiça podem abandonar todas as suas reivindicações e passar a fazer apenas uma que será muito mais vantajosa para todos os Oficiais de Justiça: trata-se de desistir de todas as reivindicações e aceitar qualquer tipo de estatuto que o Governo queira aprovar, diga lá o que disser e transforme a profissão no que se quiser; é indiferente.

      O que os Oficiais e Justiça hoje querem é encontrar outra profissão, seja a tempo inteiro seja a tempo parcial, por isso, para aqueles que ainda permanecerão ao serviço nesta profissão a prazo, morta, assassinada pelos sucessivos governos, a única reivindicação que desejam ver inserida no estatuto, é a possibilidade de poderem exercer um segundo ou um terceiro emprego, o que for, para dessa forma complementar o rendimento que, como Oficial de Justiça, não conseguem alcançar.

      É, pois, forçoso, libertar os Oficiais de Justiça para o exercício de outras profissões, como mais umas horas por dia, aos fins de semana ou durante as férias, seja na caixa de um supermercado, seja num escritório qualquer, seja no arrendamento da sua própria casa para alojamento local, seja à noite na barra de um bar, qualquer atividade que permita que cada um possa levar para casa ao final do mês, um total de rendimentos semelhantes àqueles, cujas quantias ao longo desta última década foi suprimida e que não mais vai ser atualizada.

      Assim, atualmente, há algo fundamental a saber: os Oficiais de Justiça terão algum dia destes um estatuto que preencha as suas reais ambições na carreira? A resposta parece ser um redondo não. Os Oficiais de Justiça terão algum dia destes o vencimento que seria devido caso não tivesse havido o congelamento das progressões e das promoções? A resposta parece ser mais um redondo não.

       O Governo mostra algum sinal de inversão na sua ideia para a carreira ou, pelo contrário, mostra sinais de desmantelamento da carreira? Os sindicatos, por mais esforços que desenvolvam – e nos últimos tempos têm tido iniciativas completamente inéditas e de grande esforço – têm, apesar de tudo, conseguido algo?

      Então, a melhor estratégia poderá ser passar para outra fase completamente diferente; para a desistência de todas as reivindicações, uma vez que quase nenhuma será atendida e as que eventualmente forem atendidas terão um efeito nulo no vencimento e na carreira, aceitando seja lá o que for desde que se libertem os Oficiais de Justiça das grilhetas que os aprisionam a esta atividade que não permite o livre exercício de qualquer outra atividade, quando, onde, quantas e por quem assim bem entender.

      Esta estratégia é, claramente, uma estratégia de recurso, perante a situação de impasse atual e é, pois, a única contraproposta possível para aportar uma retribuição mensal condigna a cada indivíduo.

EstatutoGovernoRasga.jpg

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:08


BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.................................................. INICIATIVAS COMPLEMENTARES:
..................................................
PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui
..................................................
MEDIDAS e Sugestões de Proteção Prática para Oficiais de Justiça
Veja a compilação de sugestões recebidas até ao momento e envie o seu contributo para o e-mail:
OJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos.
Saiba+Aqui

..................................................
Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................

..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
+
Veja também por aqui o Estatuto Editorial e a Direção desta publicação
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
808 24 24 24 - SNS 24 / Saúde 24
(custo de chamada local)
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Isto é uma autêntica palhaçada, devia se manter o ...

  • Anónimo

    JE SUIS ASSADOR DE LEITÕES

  • Anónimo

    E a nossa vacinação? Fomos enganados?!!?!

  • Anónimo

    Vejam a entrevista do Representante Sindical dos O...

  • Anónimo

    Radicais. Posições radicais desde que tenham a ade...

  • Anónimo

    Não.Os licenciados passarão autenticamente para o ...

  • Anónimo

    Não consigo entender o que querem dizer para passa...

  • Anónimo

    E chamar também á razão aqueles O.J. que estão ago...

  • Anónimo

    Atenção que a petição não está nos moldes legais. ...

  • Anónimo

    Caros colegas querem que os "sindicatos" sejam res...

  • Anónimo

    Esta petição pública foi uma excelente iniciativa....

  • Anónimo

    digo vêem, não "vêm".

  • Anónimo

    Apelem publicamente aos seus associados, os Sindic...

  • Anónimo

    "Poder-se-á então dizer que os Oficiais de Justiça...

  • Anónimo

    A minha quota , a partir do próximo mês, já fica n...

  • Anónimo

    Todas as profissões, por vezes, levam a sacrificio...

  • Anónimo

    No projeto de estatuto publicado no BTE é referido...

  • Anónimo

    Mas não sejamos ingénuos.Os Oficiais de Justiça sã...

  • Anónimo

    Muito bem.Eles fingem que pagam, nós fingimos que ...

  • Anónimo

    Apesar de ser sindicalizado, a "luta" pelos direit...

  • Anónimo

    "A morte da decência"!...

  • Anónimo

    Sinto o mesmo. Agora é greve de zelo. Filhos da pu...

  • Anónimo

    As resposta a esses idiotas do PS será dada nas ur...

  • Anónimo

    Só de pensar que podia ter ido para as Finanças ou...

  • Anónimo

    https://www.facebook.com/groups/oficiaisdejustica....




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"


    subscrever feeds





    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................