Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Oficial de Justiça

Esta página é uma iniciativa informativa DIÁRIA especialmente vocacionada para Oficiais de Justiça. De forma independente da administração da justiça e dos sindicatos, aqui se disponibiliza a informação relevante com um novo artigo todos os dias.



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES A DESTACAR:
Veja na Lista de Publicações/Legislação (com acesso acima, na linha das Listas, junto ao cabeçalho) as duas últimas publicações com interesse para os Oficiais de Justiça:
[1]- O anúncio da data para as eleições dos vogais do Conselho dos Oficiais de Justiça.
[2]- O aviso prévio da publicação em DR de aviso para novo Movimento Extraordinário a realizar no próximo mês de novembro, com a indicação dos lugares disponíveis.
...............................................................................................................................

Sábado, 11.05.19

Figura de Urso

      Fazer figura de urso é uma expressão antiga que se aplica a quem se comporta de modo estranho ou estúpido; ridículo ou idiota.

      Vem isto a propósito de dois acontecimentos recentes: a votação da contagem do tempo de serviço congelado e também a notícia da visita do urso espanhol a Bragança.

      Vejamos:

      As autoridades portuguesas confirmaram a existência em Portugal de um urso pardo, espécie considerada extinta no país. A administração regional [de Castela e Leão] alertou as autoridades espanholas da presença deste urso às autoridades portuguesas e estas vieram a confirmar a presença do urso e até se veio a descobrir a colmeia onde o apicultor mostrou as pegadas e afirma que terá consumido cerca de 50 Kg de mel.

      Desde há cerca de 200 anos que Portugal não tem ursos selvagens na Natureza. A espécie foi extinta pelos portugueses e o último urso foi morto em 1843 no Gerês, pela população local, depois da espécie ter existido por todo o país, embora já se comprovasse o desaparecimento da espécie do país desde 1650. Já em Espanha, na Cantábria, conta-se uma população com cerca de 280 exemplares.

      Em Espanha, o urso também foi regredindo no território e refugiou-se nas altas montanhas, nas Astúrias, onde também esteve ameaçado, mas as autoridades espanholas adotaram medidas de conservação e os dois grupos populacionais da espécie estabilizaram.

      O urso-pardo é a segunda maior espécie de carnívoro do mundo, a seguir ao urso-polar. Um urso-pardo adulto em média mede 1,4 a 2,8 m de comprimento (inclui-se a cauda) quando está sobre as quatro patas e de 0,7 a 1,53 metros de altura até ao ombro, e os machos podem pesam mais de 200 Kg, enquanto as fêmeas se situam nos 150 Kg.

      Já os humanos, embora não sendo ursos, sabem fazer a tal dita figura de urso.

      No dia de ontem, os partidos do chamado “arco da governação” e que são: o PS, o PSD e o CDS, votaram contra a contagem do tempo de serviço congelado que se aplicaria às carreiras especiais, como a dos Oficiais de Justiça. Votaram pela contagem o PCP e o BE. Absteve-se o PAN.

      É importante que os Funcionários Públicos afetados tenham boa consciência e não esqueçam esta votação, especialmente depois das peripécias teatrais e das mentiras com que os partidos do chamado “arco da governação” intoxicaram os portugueses.

      O PS que sempre achou que o tempo todo seria considerado, tendo até votado a Resolução da Assembleia da República nesse sentido, votando também as duas últimas leis do Orçamento de Estado em que se impunha o modo negociado de contar tal período, acabou agora por votar contra tudo e contra todos, lançando até ameaças em forma de ultimato, com exceção dos Açores onde o mesmo partido, em maioria, votou, aprovou não só o tempo todo como até implementou uma forma faseada ao longo de vários anos para a consideração do mesmo tempo, e sim, o mesmo partido.

      Podemos dizer que esta atitude do PS é fazer figura de urso?

      O PSD, por seu turno, que sempre se mostrou contra a consideração daquele tempo congelado, embora de forma ambígua e sendo até autor de grande parte de tal congelamento, acabou a votar, no entanto, na comissão parlamentar, a consideração dessa contagem integral e, dois dias depois, o presidente daquele partido já dava o dito por não dito e acabou por voltar atrás, votando contra as propostas que consideravam a contagem do período de tempo em causa. Se o PS fez teatro sobre a demissão do Governo, o PSD não lhe ficou atrás no fingimento, afirmando que não fez nenhum recuo quando todos viram como andou para trás e alterou o sentido de voto, rendendo-se às ameaças do Governo e aos números de Centeno. Acresce que na Madeira, o mesmo partido, com maioria no governo regional, acertou, sem condições, com os professores a recuperação integral e até foi mais longe, estabelecendo logo um plano de 7 anos para a recuperação do mesmo tempo em causa.

      Podemos dizer que esta atitude do PSD é fazer figura de urso?

      Já o CDS, partido que também integrou o anterior Governo, responsável pelo congelamento das carreiras, na sua habitual postura de “surfar as ondas”, isto é, de aproveitar o momento, embora nunca tenha tido uma postura clara frontalmente contra ou a favor, foi se contorcendo com habilidade até ao alinhamento com os demais partidos na votação na comissão parlamentar, porque era oportuno e recuando também nessa decisão depois de se aperceber da perceção da maioria dos portugueses que se estão a borrifar para os funcionários públicos e que seria mais vantajoso dar o dito por não dito e votar contra as propostas que se limitavam a afirmar que o tempo congelado deveria ser considerado o seu todo. Assim, também o CDS-PP acabou a votar contra aquilo que antes aceitara e votara favoravelmente.

      Podemos dizer que esta atitude do CDS é fazer figura de urso?

      Não! As atitudes mentirosas, oportunistas e incoerentes destes três partidos não podem ser consideradas atitudes de fazer figura de urso, porque o ridículo das suas atuações não é algo inédito ou acidental mas uma constante das suas atuações, por isso não fazem figura de urso mas fazem apenas a sua figura natural e normal de partidos políticos que anseiam pelos votos do eleitorado, sendo essa a única gasolina (de preferência da Galp) que os move.

      Então, se os partidos políticos não fizeram figura de urso quem fez?

      Figura de urso fizeram os Funcionários Públicos que desempenham funções em qualquer uma das carreiras especiais cujo tempo de serviço congelado foram 9 anos, 4 meses e 2 dias e votaram num desses três partidos do “arco a governação”. Essas pessoas, sim, fizeram figura de urso e, muitas delas, pasme-se, estão prontas para fazer novas figuras de urso repetindo a votação nos mesmos partidos.

      Não fizeram figura de urso os demais Funcionários Públicos que votaram nos outros partidos nem sequer fizeram figura de urso aqueles que, embora votando num dos tais três partidos, se têm lambuzado com a proximidade ou integração nos governos, comendo o mel do poder, tal como se lambuzou e satisfez o urso comendo tanto mel como relatou o apicultor transmontano. Estes últimos Funcionários Públicos, embora prejudicados na contagem do tempo, têm tido outras regalias e, por isso, podem continuar a votar nos mesmos partidos sem temer fazer figura de urso, Já os demais, todos aqueles que não possuem ligações ou redes de interesses e vivem apenas do seu trabalho, todos esses que fizeram figura de urso, devem pensar seriamente se devem continuar a fazer tal figura sem se lambuzar com o mesmo mel mas apenas com o habitual fel.

UrsoFato.jpg

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:01


BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt .................................................. ||| ÚLTIMAS INICIATIVAS ||||
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos. Saiba+Aqui

.................................................. Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Durval Lopes

    Os oficiais de justiça que "trabalham" na DGAJ tam...

  • Anónimo

    Ai fumaste fumaste!

  • Anónimo

    Para perceber terá que explicar melhor como é que ...

  • Anónimo

    Só quem não quer é que não se apercebe de onde vem...

  • Anónimo

    Já saiu em Diário da República?

  • Anónimo

    A justiça nunca foi tão célere como o é agora.Há d...

  • Anónimo

    Os computadores fazem tudo com a ajuda daquele per...

  • Anónimo

    Porra pá, **era comentário**

  • Anónimo

    **era comunário**

  • Anónimo

    Mas que bem!Concordo consigo. Venha depressa retri...

  • Anónimo

    **era documentário**

  • Anónimo

    Boa Donzília:Apreciei o seu cumentário.Abraço daqu...

  • Anónimo

    É por pessoas como você que a Justiça está no esta...

  • Donzília Santos

    Era síndrome e nāo como está escrito.Portaria dos ...

  • Anónimo

    Velho ditado inglês:IF YOU PAY PEANUTS...YOU GET M...

  • Donzília Santos

    Concordo.Nem tudo o que luz é oiro e nesse local d...

  • Anónimo

    Pois vamos, de mal a pior... A profissão está cada...

  • Anónimo

    PRENUNCIADO!!!?? Oficial de Justiça!!!?? Vamos de ...

  • Anónimo

    É incrível o sindicato ainda não ter se prenunciad...

  • Anónimo

    Algum fumo inalado que provoca síndrome da persegu...

  • pvnam

    BOYS E GIRLS DO ANTI-RACISMO E DA ANTI-XENOFOBIA: ...

  • Anónimo

    Bom diaJá que se está a falar em oficiais de justi...

  • Anónimo

    A justificação - que considero que não é compreens...

  • Anónimo

    Há que desfazer a instituição. Mais facilmente se ...

  • Anónimo

    Em tempo**Acrescenta-se que os serviços não ficam ...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"


    subscrever feeds





    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................