Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL publicação periódica independente com 9 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL (DD-OJ)
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt
Bem-vindo(a) à página do Diário Digital dos Oficiais de Justiça de Portugal. Aqui encontra todos os dias informação com interesse geral para o mundo da Justiça e em particular para os Oficiais de Justiça. Desfrute!
...............................................................................................................................

Quinta-feira, 02.06.22

“A atual Ministra da Justiça mostra-se confortável, imersa no seu silêncio”

      No último dia do mês de maio, o Sindicato dos Oficiais de Justiça (SOJ) publicou uma nota informativa dividida em dois assuntos principais: a proposta reprovada do PSD para alterar a Lei do Orçamento de Estado para este ano, que previa o pagamento do suplemento remuneratório 14 vezes ao ano e a questão das promoções.

      Esta nota informativa não aporta nenhuma novidade de relevo para a frente, apenas realiza um esclarecimento para trás, ou para o estado do presente. Se é certo que os esclarecimentos são necessários, para bem se compreenderem os assuntos, é também bem verdade que os Oficiais de Justiça esperam, ou desesperam, por notícias para a frente, isto é, querem saber o que aí vem e já não o que se passou. E neste sentido os Oficiais de Justiça são especialmente exigentes com este Sindicato, pois apesar de minoritário no panorama sindical dos Oficiais de Justiça, bem sabem que é capaz de introduzir uma diferença na luta sindical que se mostra desgastada por uma liderança maioritária que nem sempre lidou bem com os temas nem com as oportunidades.

      Por tudo isso, da nota informativa relevam apenas os esclarecimentos, ficando a esperançosa frase final muito diluída num enorme texto de esclarecimentos sem notícias para o futuro; futuro imediato.

      O esclarecimento da proposta reprovada do PSD, vem o SOJ dizer que se trata do acolhimento integral de uma medida apresentada por esse sindicato em sede de contributos. Esclarece ainda que outra proposta, também apresentada pelo SOJ, não mereceu igual adesão.

      «Trata-se de uma proposta, apresentada aos diversos grupos parlamentares, para que se altere, em sede de Lei do Orçamento de Estado, o Decreto-Lei n.º 4/2017, de 6 de janeiro, fazendo nele constar a carreira dos Oficiais de Justiça. Ambas as propostas haviam sido já antes apresentadas, por este Sindicato, aos diversos grupos parlamentares.»

      O Decreto-Lei referido, no qual se pretendia a inclusão dos Oficiais de Justiça, é o diploma que prevê uma aposentação diferenciada para as polícias.

      Quanto à proposta do PSD, o SOJ refere ainda o seguinte:

      «Após ter sido apresentada, e disso dado conhecimento a este Sindicato, entendemos prioritário contactar o Grupo Parlamentar do PS, apresentando as razões da nossa carreira. Infelizmente, as razões da nossa carreira continuam a não ser reconhecidas por esse grupo parlamentar, que se recusa a valorizar a carreira dos Oficiais de Justiça.»

      O SOJ refere também o Grupo Parlamentar do Iniciativa Liberal que, como é sabido, acompanhou o voto contra do PS à proposta do PSD, informando, para o futuro imediato, que reuniria no dia 01JUN, ontem, portanto, com esse Grupo Parlamentar do IL, “para apresentar as razões dos Oficiais de Justiça”.

      «O voto do Iniciativa Liberal não era determinante, em termos da aprovação da proposta apresentada, mas é nosso dever tentar conhecer as razões que levaram à rejeição da proposta e reforçar os nossos argumentos para que todo o país conheça as razões dos Oficiais de Justiça.»

      De seguida o SOJ pede que os Oficiais de Justiça acompanhem “com mais atenção e com consciência crítica todas as propostas apresentadas” e, sobre “a proposta que tanta expectativa criou, agora, com uma maioria absoluta do partido que apoia o Governo”, refere que a mesma foi “apresentada, já no ano passado, fora do Orçamento de Estado, pelos grupos parlamentares do BE, do PCP e do PEV. Todos estes grupos parlamentares acompanharam, nos exatos termos, a “proposta” deste Sindicato. Posteriormente, durante a discussão pública, foi apresentando um Parecer do COJ e contributos do SOJ, como se confirma da inscrição nos projetos de lei.”

      E esclarece de seguida assim:     

      «O facto é que a carreira, na sua maioria, acabou por negligenciar, de forma notória, esse trabalho e os projetos de lei, optando por se concentrar numa ação de luta, reivindicando ao Governo a proposta de Estatuto, quando no Parlamento estavam em apreciação esses diplomas.

      Ora, aquilo que se mostrava mais sensato e, estratégico do ponto de vista negocial, era garantir a aprovação desses projetos de Lei, assegurando assim o pagamento dos 14 meses, antes de se iniciar a discussão do Estatuto. Seria a forma de se afastar a “chantagem” que é exercida pelo Governo, pois que pretende usar a integração do suplemento, que é um direito da carreira, como moeda de troca para a destruir.»

      E esta consideração final mostra-se muito pertinente e apela à consciência crítica e estratégica dos Oficiais de Justiça. Deixar que a integração do suplemento ou o seu pagamento em 14 vezes ao ano seja assunto para discutir na reforma do Estatuto, constitui um enorme erro, pois o assunto será usado como moeda forte de troca de outros aspetos que o Governo gostaria de ver plasmados no Estatuto. Como diz a nota do SOJ: será a “chantagem” e a “moeda de troca” que servirá para “destruir” a carreira.

      Conclui o SOJ:

      «Assim, e sobre esta matéria, há que reconhecer que nem sempre a carreira tem estado atenta ao trabalho que é desenvolvido e essa desatenção, que se comprovou pela forma como alguns receberam a proposta de alteração do PSD, como se fosse novidade, comporta elevados custos para todos nós. O SOJ vai continuar a insistir, como invariavelmente tem feito, para que esse direito se realize e não seja usado para chantagear toda uma carreira.»

      Na segunda parte e segundo tema da nota informativa do SOJ, é abordado o assunto das “promoções”, ou melhor: da falta delas.

      Consta assim:

      «O Ministério da Justiça exarou um Parecer, em maio de 2020, reconhecendo que a ausência de promoções, na carreira dos Oficiais de Justiça, tinha como consequência “a paralisação dos serviços”. Nesse documento, os serviços do Ministério da Justiça estimavam os encargos resultantes da medida – que tem vindo a ser adiada –, num custo mensal de 40.904 € (Quarenta mil, novecentos e quatro euros).

      Ora, perante o que consta desse documento, elaborado pelo Governo, fácil é concluir que Suas Excelências, a Senhora Ministra da Justiça e o Senhor Primeiro-Ministro de Portugal, ao não assegurarem uma medida cujo custo anual é de 572.656,00 € (quinhentos e setenta e dois mil, seiscentos e cinquenta e seis euros) – sujeitos a impostos –, promovem, de forma consciente, a paralisação dos tribunais.

      Portugal, não pode continuar a ser um Estado onde a Lei é desprezada, onde a anterior Ministra da Justiça assumiu, em sede Parlamentar, que não iria cumprir leis emanadas pela Assembleia da República, e onde a atual Ministra da Justiça se mostra confortável, imersa no seu silêncio, em manter os tribunais em situação caótica, potenciando assim a sua paralisação. Este não é o Portugal europeu que Sua Excelência o Senhor Primeiro-Ministro apresenta na Europa.»

      E conclui-se da seguinte forma:

      «Assim, cabe-nos a todos nós, sindicatos e representados, promover as medidas necessárias, não excluindo nenhuma, para denunciar estes factos, interna e externamente: o Governo tem procurado a paralisação dos tribunais, sendo (como consequência direta), porém não imediata, a entropia da Justiça uma realidade insofismável. O SOJ não deixará de assumir as suas responsabilidades!»

HomemChora.jpg

      Fonte: “SOJ Info”.

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:02


BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.................................................. INICIATIVAS COMPLEMENTARES:
..................................................
PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Subscrição por e-mail
Receba todos os dias o artigo do dia no seu e-mail. Peça para:
oficialdejustica.oj.portugal@gmail.com

saiba+aqui

..................................................
MEDIDAS e Sugestões de Proteção Prática para Oficiais de Justiça
Veja a compilação de sugestões recebidas até ao momento e envie o seu contributo para o e-mail:
OJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos.
Saiba+Aqui

..................................................
Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................

..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
+
Veja também por aqui o Estatuto Editorial e a Direção desta publicação
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
808 24 24 24 - SNS 24 / Saúde 24
(custo de chamada local)
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2022

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O princípio da contratação "externa" há muito que ...

  • Anónimo

    Muito bem.Atente-se que:Um quarto em Lisboa (Campo...

  • Anónimo

    É triste escrever isto, mas cá vai. Em caso de dúv...

  • Anónimo

    Informa o núcleo onde fui colocado neste movimento...

  • Anónimo

    E que diz?

  • Anónimo

    "Com cara de quem lhes deve tudo"!O que fazem os M...

  • Anónimo

    Recebi ao final da tarde uma SMS da DGAJ.Mais algu...

  • Anónimo

    👏👏👏

  • Anónimo

    A geração que espera há mais de 2o anos pela pr...

  • Anónimo

    Muita lamúria e pouca ação. Sugiro que os sindical...

  • Anónimo

    Burlados, enganados, vilipendiados, gozados, desco...

  • Anónimo

    Excelente iniciativa tomada pelo SOJ, cuja respons...

  • Anónimo

    Primeira medida:Que todas as medidas sejam logo, d...

  • Anónimo

    Acomodados a organizar eventos e caravanas, alguma...

  • Anónimo

    Os aqui anónimos em conjunto com os autores deste ...

  • Anónimo

    Uma representação sindical que se propõe a disputa...

  • Anónimo

    É verdade! Muita revolta por não ter quem nos defe...

  • Anónimo

    Porque não sabem, não querem saber e saber dá trab...

  • Anónimo

    Por que raio nunca tal foi chamado à colação pelo ...

  • Anónimo

    Faltou referir é que os colegas aí colocados estão...

  • Anónimo

    Já não espero nada desta merda de profissão. Apena...

  • Anónimo

    Ja não espero nada desta carreira.Apenas desilusão...

  • Anónimo

    Faltou-me referir o pessoal que exerce funções no ...

  • Anónimo

    11 meses por ano, e só 10% .Os sindicatos que refl...

  • Anónimo

    Dec Lei 545/99"Artigo 26.ºSuplemento1 - O pessoal ...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"





    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................