Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Oficial de Justiça

Esta página é uma iniciativa informativa DIÁRIA especialmente vocacionada para Oficiais de Justiça. De forma independente da administração da justiça e dos sindicatos, aqui se disponibiliza a informação relevante com um novo artigo todos os dias.



Pode ouvir por aqui rádio com música alternativa não massiva e sem publicidade
oficialdejustica.blogs.sapo.pt
PERMUTAS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA
Veja as últimas alterações na Lista de Permutas. Confira se lhe interessam os pedidos existentes (já lá foram colocados bem mais de uma centena de anúncios) e envie o seu, caso esteja interessado nesta forma de mobilidade alternativa. Mesmo que ainda não esteja em condições para usar esta faculdade, sempre pode estabelecer contacto e ir combinando. Seja qual for a sua categoria ou carreira, divulgue o seu pedido e espere para ver se a alguém interessa.
Todos os contactos são realizados através do e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt

Consulte a Lista dos Pedidos através do “botão” que encontra no cabeçalho desta página, com a designação de: “PERMUTAS”, aí encontrando também alguns esclarecimentos sobre esta modalidade alternativa às movimentações ordinárias ou extraordinárias, destacamentos, recolocações…
NOVIDADES E ÚLTIMAS ALTERAÇÕES OCORRIDAS POR ESTES DIAS:
# 50 - Pedido concluído.
# 122 - Alterado o local de colocação de Águeda para Aveiro; pretendendo Coimbra.
# 128 - Pedido Concluído.
# 134 - Registado Pedido de Lisboa para Aveiro, Coimbra ou Porto.
# 135 - Registado Pedido de Lisboa para Caldas da Rainha.
# 136 - Registado Pedido de Cascais para Lisboa, Almada ou Seixal.
# 137 - Registado Pedido de Loures para o Norte.
Os Pedidos colocados neste mês de setembro correspondem a pessoas colocadas no Porto, Setúbal, Penafiel, Alenquer, Beja, Felgueiras, Lisboa (Campus), Cascais e Loures.
saiba+aqui

Oficial de Justiça Últimas Publicações:

Domingo, 03.11.13

A Página Trib no Sapo

       Das cerca de centena e meia de ligações que constam na coluna da direita, para outros sítios da Internet, hoje impõe-se divulgar a página do Manuel Barreleiro ou, como também é conhecida a página das ligações “trib.no.sapo”.

      Parece impossível mas ainda hoje, passados já cerca de 10 anos, ainda há muitos Oficiais de Justiça que não conhecem esta página do Manuel Barreleiro com as ligações (links) mais usadas no dia-a-dia pelos Oficiais de Justiça.

      A página fica em: http://trib.no.sapo.pt e é uma página que bem pode ser colocada como página inicial (home page) do navegador de Internet (browser), aliás, o Manuel até disponibiliza essa função automaticamente, na própria página. Assim, se se optar por colocar esta página como a página inicial de abertura do navegador de Internet, obtemos acesso rápido a uma espécie de segundo ambiente de trabalho (desktop) com todas as ligações que nos fazem falta.

      Esta página é, pois, uma excelente ferramenta para o nosso dia-a-dia, pelo que aqui fica a chamada de atenção para aqueles que ainda não a usam, porque não a conhecem.

      Ao longo destes últimos 10 anos, o Manuel Barreleiro nunca deixou de atualizar e de incrementar esta página, sempre atento às novidades e às necessidades, muitas vezes também sugeridas pelos colegas. Assim, sempre que julgue necessário sugerir qualquer nova ligação ou atualização, faça-o para o seu e-mail: manuel.a.barreleiro@tribunais.org.pt desta forma todos beneficiamos.

      E agora um pouco da história da página com extratos da entrevista exclusiva que o Manuel Barreleiro prestou a este blogue.

      Questionado sobre o nome da página, explicou que “Claro que a página poderia ter um nome/domínio próprio, mas tal custaria dinheiro e, na altura que foi criada, em 2004, o SAPO oferecia alojamento gratuito mesmo para quem não era cliente (há já bastante tempo que esse serviço está suspenso), daí ter sido "obrigado" a usar a terminologia "no.sapo.pt". A ideia inicial era a página chamar-se "tribunais" mas o nome já estava a ser utilizado, daí ter abreviado para "trib". Na altura criei também o nome "SCJ" (Sistema de Custas Judiciais), ficando assim com o endereço http://scj.no.sapo.pt, mas considerei o nome mais difícil para os utilizadores memorizarem, daí ter optado pelo "trib". A ideia inicial de ter os dois domínios prendia-se igualmente com o facto de querer testar a hipótese de utilizar uma página personalizada para cada tribunal onde eu prestava serviço, mas rapidamente foi abandonada e passei a ter uma única página.

      Para mim, a página chama-se "Trib no sapo" mas é comum ouvir ser chamada por "página do Barreleiro". Foi com surpresa que, em certa altura, descobri que muitos colegas, quer nos tribunais, quer em casa, querendo utilizar a página, chegavam a um motor de buscar e pesquisavam pelo meu nome ou por trib no sapo.”

      Sobre a data de construção da página, esclareceu que “A construção da página é anterior a 2004, numa data que não sei precisar, e surgiu quando foram disponibilizados aos Oficiais de Justiça os acessos ao TMenu, Segurança Social e DGV. Uma vez que isso me ia obrigar a colocar, manualmente, os três “links” no ambiente de trabalho de cada computador, deste modo, só teria de colocar um ficheiro (em html) e ter menos ícones a "incomodar"; eu sou "alérgico" a muitos atalhos no ambiente de trabalho. Essa primeira página tinha unicamente esses três “links”, mas rapidamente tive que pensar noutra solução, pois começou a surgir a necessidade de colocar mais “links” nos ambientes de trabalho, como, por exemplo, o acesso às custas e, daí, eu partir para a colocação do ficheiro “online”, onde apenas teria de fazer uma atualização e ficar, de imediato, disponível para todos os utilizadores, mas, acima de tudo, disponível para mim mesmo, pois assim passaria a ter os meus endereços favoritos profissionais sempre à mão, independentemente em que PC estivesse a trabalhar, desde que ele tivesse acesso à internet. Foi nesse sentido que no dia 22-01-2004 criei o acesso ao SAPO, reservando os já referidos endereços, e comecei a ampliar os links existentes na página.”

      Esta iniciativa partiu exclusivamente do Manuel Barreleiro e é por ele mantida ao longo destes anos, tentando manter sempre atualizada a página e adicionando as ligações que descobre e verifica serem do interesse dos Oficiais de Justiça. A este propósito disse: Tento manter a página o mais atualizada possível mas, evidentemente, que não posso estar constantemente a testar se todos os “link” funcionam. Por isso, sempre que tenho conhecimento que um “link” já não existe ou foi alterado procedo à remoção ou alteração do mesmo. Do mesmo modo, sempre que encontro um “link” que verifico ser benéfico para quem trabalha num tribunal, de imediato o coloco no “site”. Muitas vezes tenho conhecimento dos “links” desatualizados ou de novos endereços a acrescentar à página através de e-mails ou chamadas telefónicas que recebo a dar-me conta do facto.”

      Questionado sobre a divulgação da página e até do ainda desconhecimento da mesma, explicou que “A página foi criada para ser utilizada nos tribunais onde eu prestava assistência, contudo, num dos movimentos de Oficiais de Justiça um colega do TJ Paredes foi trabalhar para um tribunal da Madeira. Para meu espanto, nos primeiros dias de trabalho, ele liga-me a perguntar qual o endereço da minha página pois, para além de querer colocar no seu computador, queria mostrá-la e disponibilizar aos colegas. Pela primeira vez tive a certeza que o endereço era conhecido fora de Portugal continental! No fundo, o sucesso da página deveu-se aos movimentos dos Oficiais de Justiça, que transmitiam a existência da mesma verbalmente ou mostrando-a.”

      Por fim, a título de curiosidade, o Manuel Barreleiro tem ainda um arquivo do aspeto e evolução da página desde maio de 2004, onde podemos assistir às mudanças introduzidas ao longo do tempo, conforme também exemplificam as imagens abaixo inseridas. Para ver mais siga a ligação: http://web.archive.org/web/20040615000000*/http://trib.no.sapo.pt, escolha o ano e depois um dos dias assinalados com uma bola azul.

      ATENÇÃO ATUALIZAÇÃO (2016):

      Este artigo foi escrito em 2013. Entretanto, por alterações ocorridas no portal Sapo, o Manuel Barreleiro viu-se obrigado a alterar o alojamento da página que passou a estar em: http://trib.barreleiro.pt/ devendo aceder agora por este endereço.

      Assim, a página deixa de ser a denominada "Trib no Sapo" para ser a "Trib do Manuel Barreleiro ou tão-só a do Manuel Barreleiro ou a do Barreleiro, como costuma ser simplesmente chamada.

      Na coluna aqui ao lado, dedicada às ligações aos sítios de interesse, encontra ligações diretas e permanentes a esta página, com a designação de "Trib Barreleiro", "Barreleiro Trib" ou "Manuel Barreleiro", isto é, procurando por ordem alfabética, está nas ligações pelas letras "B", "M" e "T", conforme se vá procurar, certamente encontrará, e tanto na listagem das "Ligações de Interesse" como na listagem das "Ligações dos Tribunais".

      É quase impossível não dar com as ligações, pois estão em seis locais diferentes.





por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas/"Tags":

às 00:03



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt .................................................. PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não é nenhum dado novo, mas o certo é que uma boa ...

  • Anónimo

    Concordamos inteiramente. As nomeações interinas p...

  • Anónimo

    Mas que raio é que uma decisão sobre nomeações int...

  • Anónimo

    na s páginas amarelas também se publicam moradas.....

  • Anónimo

    http://www.cada.pt/uploads/Pareceres/2018/314.pdf

  • Anónimo

    mas publica-se assim moradas das pessoas?

  • Anónimo

    Esta estória já ouvi aqui nos Tribunais do Brasil

  • Yuri Knoll

    Não precisamos nem de Gulag, nem de Guilhotina ......

  • Anónimo

    A reforma Cardona.

  • Anónimo

    http://www.dgsi.pt/jtcn.nsf/-/5E08C05F4CF5AB048025...

  • Anónimo

    Como vivo do trabalho, e não ando a enganar ningué...

  • Anónimo

    Alguém sabe se há intenção de abrir novo concurso ...

  • Anónimo

    Pois eu revejo-me; o MP não é só o que dá na telev...

  • Anónimo

    Não me revejo neste texto.O stablishment tremeu e ...

  • Anónimo

    Obrigado.

  • oficialdejustica

    Nenhuma perspectiva neste momento.

  • Anónimo

    Alguma perspectiva para abertura de concurso de in...

  • Anónimo

    https://www.youtube.com/watch?v=JI4loQwmne0

  • Anónimo

    No requerimento de abertura de instrução entregue ...

  • Anónimo

    Foi uma investigação rápida. Em menos de um ano, o...

  • Anónimo

    A participação de procuradores e juízes em órgãos ...

  • Anónimo

    “Os fãs têm de perceber que com cada bilhete, cada...

  • Anónimo

    Gosto.

  • Anónimo

    E o estado do estatuto dos oficiais de justiça?

  • Anónimo

    esta é uma área nevrálgica numa democracia represe...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no "Google+", ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- Google+

    7- Assinantes por "e-mail"






    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................