Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oficial de Justiça

Esta página é uma iniciativa informativa DIÁRIA especialmente vocacionada para Oficiais de Justiça. De forma independente da administração da justiça e dos sindicatos, aqui se disponibiliza a informação relevante com um novo artigo todos os dias.



Pode ouvir por aqui rádio com música alternativa não massiva e sem publicidade
oficialdejustica.blogs.sapo.pt
FÉRIAS JUDICIAS DE VERÃO:
Decorre entre 16 de julho e 31 de agosto o período de férias judiciais de verão. Nesta altura decorrem também as férias pessoais dos Oficiais de Justiça, no entanto, os tribunais e os serviços do Ministério Público permanecem sempre abertos durante todo o período embora com algumas restrições de serviço em face das férias pessoais de muitos e das limitações legalmente impostas.


FERIADOS MUNICIPAIS NESTA SEMANA:
- 24JUL-Ter - Condeixa-a-Nova e Pedrógão Grande.
- 25JUL-Qua - Cantanhede, Celorico de Basto, Mondim de Basto, Santiago do Cacém, Mira e Ovar.
- 26JUL-Qui - Loures
& pode ver + no Calendário do Oficial de Justiça 2018

PERMUTAS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA
Veja se lhe interessam os pedidos existentes (já lá foram colocados mais de uma centena de anúncios) e envie o seu, caso esteja interessado nesta forma de mobilidade. Mesmo que ainda não esteja em condições para usar esta faculdade, sempre pode estabelecer contacto e ir combinando. Seja qual for a sua categoria ou carreira, divulgue o seu pedido e espere para ver se a alguém interessa.
Todos os contactos são realizados através do e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt

Consulte a lista dos pedidos através do “botão” que encontra no cabeçalho da página, com a designação de: “Permutas”, aí encontrando também alguns esclarecimentos sobre esta modalidade alternativa às movimentações ordinárias ou extraordinárias, destacamentos, recolocações…
saiba+aqui

Oficial de Justiça Últimas Publicações:

Domingo, 03.06.18

A Fraqueza dos Três Dias

      Já ontem aqui abordamos a pequenez da greve decretada pelo SFJ em face da enormidade da situação atual. Já ontem aqui abordamos a necessidade de uma greve de peso e de dimensão que só pode ser maior e melhor do que a anterior greve de três dias.

      Se em janeiro três dias eram adequados, agora seria adequado, pelo menos, o dobro dos dias.

      O Sindicato dos Funcionários Judiciais (SFJ) limitou-se a copiar a iniciativa do Sindicato dos Oficiais de Justiça (SOJ), marcando três dias que abarcam dois meses para que o desconto da greve no vencimento fique repartido por dois meses. Mas não compreendeu que os três dias, ao dia de hoje, são manifestamente insuficientes.

      Estes três dias implicam perda de vencimento e se é para perder vencimento ao menos que valha a pena; ao menos que seja para ter um grande impacto e sirva para obter algo; ao menos que seja para defender integralmente os Oficiais de Justiça, a sua honorabilidade ferida e o seu futuro destroçado.

      Mais três dias de greve. Os Oficiais de Justiça não nadam em dinheiro e, embora estando dispostos a perder mais três dias de vencimento, estariam dispostos a perder muito mais desde que soubessem que isso seria eficaz. Agora apenas mais três dias… A eficácia, neste momento, é duvidosa.

      Três dias é um período de greve aceitável para uma imposição ou postura pré-negocial ou no decurso de negociações. Hoje, estamos perante factos consumados; estamos perante decisões tomadas que, para serem alteradas, não chegam apenas três dias.

      Além do mais, a escolha da tradicional sexta-feira para realização da greve é sempre uma má escolha, e se é uma má escolha como dia único é também uma má escolha como primeiro dia de greve e, pior ainda, quando tal dia coincida com festividades e muitos feriados municipais.

      O primeiro dia de greve, o dia 29 de junho, é uma sexta-feira e, neste dia, é feriado municipal nos seguintes municípios: Alfândega da Fé, Bombarral, Castro Daire, Castro Verde, Évora, Felgueiras, Lages do Pico, Macedo de Cavaleiros, Montijo, Penedono, Porto de Mós, Póvoa de Varzim, Ribeira Brava, Ribeira Grande, São Pedro do Sul, Seixal e Sintra. São dezassete municípios, muitos deles com tribunais e até de considerável dimensão, que estarão encerrados sem ser por greve.

      O SFJ deveria alterar os dias para mais dois ou três ou o SOJ marcar os outros três em falta e consecutivos. Já se sabe que o SOJ apoiará a greve do SFJ e, por conseguinte o SFJ teria que apoiar a greve que o SOJ decretasse.

      Mantenham-se os três dias mas acrescentem-se mais dois ou três, porque só assim será uma greve de peso que poderá afetar a decisão tomada e o facto consumado.

      Caso se pretenda manter o 29JUN, 02 e 03JUL, somem-se, pelo menos, o 04, o 05 e o 06JUL para completar a semana e avise-se desde já que outras greves se perfilam, desde logo na semana de 03 a 07SET, a primeira semana de setembro após o fim das férias judiciais de verão.

      Se o sindicato maioritário viu agora a luz, constatando agora aquilo que todos já há muito viam e reclamavam; se o adiar desta postura ora tomada e a criação de uma ilusão constante aos Oficiais e Justiça, de que tudo se alcança e se estava a alcançar, afinal não passou de um engano, de um engodo, de uma fraude… Se a opção de ser veículo de transmissão e colagem governamental resultou nisto, então que se corrija de uma forma completa, total e definitiva e não desta forma ténue, débil, fraca e frouxa.

GreveMultidaoCartazes.jpg

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:03


5 comentários

De António a 03.06.2018 às 10:58

O SFJ não viu agora a luz. O que se passa é que a sua Direcção é muito ocupada, nomeadamente com cargos em Juntas de Freguesia, e o tempo não chega para tudo.
É indigno para quem lá diz defender os associados não ter conseguido sequer colocar os 10% no vencimento. Passa-se isto há décadas. Governos passaram de todas as formas e feitios. Estarão à espera de um governo do PAN?
É vergonhoso!

De Anónimo a 03.06.2018 às 23:23

Já fiz a greve anterior. NÃO faço mais... não sou rica nem confio na classe e muito menos neste sindicato.

De Anónimo a 03.06.2018 às 23:30

Nem mais, nós ficamos sem ordenado e tudo fica na mesma **** que os pariu, estou pelos cabelos com esta gente

De Anónimo a 04.06.2018 às 09:07

Sou sindicalizado no maior sindicato, no que tem profissionais sindicalizados há mais anos e não fazem nada na vida a não ser serem sindicalistas, no entanto, é o mais fraquinho, mais incompetente e com gente que só quer arranjar a sua vidinha. Parabéns ao SOJ, que ´mais competente, com uma visão mais atual do que deve ser o sindicalismo. Parabéns, estão sempre um passo ou dois à frente!! Marquem agora mais três dias a seguir aos dias do SFJ... continuem a marcar a diferença!!

De Anónimo a 07.06.2018 às 16:53

Na minha modesta opinião, não são os três dias o maior problema. O que é verdadeiramente o problema é sim, o número de oficiais de justiça que irão aderir à greve e, mais importante ainda a convicção dos aderentes e da forma como tem decorrido (serviços mínimos). Fácil é vislumbrar que a motivação para aderir à greve, atento as últimas greves e o impacto que as mesmas tiveram, nomeadamente, na sociedade e os resultados daí advindos, não é muita. Parece-me que o factor que mais determina os oficiais de justiça ou qualquer outra classe na adesão de qualquer tipo de luta em pleno é esclarecimento/motivação para o efeito. Pelo que me é dado aperceber, quer o SFJ quer o SOJ, nos últimos anos, vêm-se desleixando neste aspecto vital para o aproximar e empenhar nesta luta os Oficiais de Justiça. Deixo esta observação.
Boa Tarde,
Francisco Romeiro

Comentar Artigo



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt .................................................. PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2018

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    A ser verdade, lógico que há incoerência.

  • Anónimo

    Não foi o regime de acesso que beneficiou, não.! O...

  • Anónimo

    Decreto-Lei é um acto legislativo aprovado pelo Go...

  • Anónimo

    Basta ver o caso de alguns colegas em regime de su...

  • Anónimo

    Claramente quem beneficiou com o fim das nomeações...

  • Anónimo

    Merece reflexão e resposta o comentário supra.Os a...

  • Anónimo

    Entraram bastantes certamente.Decorrente da práxis...

  • Anónimo

    Existem largas dezenas de Escrivães de Direito lic...

  • Anónimo

    E que agora tanto a contestam.

  • Anónimo

    Sr.s Diretores Gerais e Sr.ª Diretora Geral foi ne...

  • Anónimo

    Quantos auxiliares entraram em 2003/2004/2005/2006...

  • Anónimo

    Olhem as custas de parte! Ainda vão pedir dinheiro...

  • Anónimo

    A diferença está na licenciatura, sejam sérios.

  • Anónimo

    O que não é admissível é alguns tirarem as promoçõ...

  • Anónimo

    Quem tem uma licenciatura, mestrado ou doutorament...

  • Anónimo

    Quanto às nomeações interinas foi do mais elementa...

  • Anónimo

    A polémica envolta em torno do movimento ordinário...

  • Anónimo

    Seja lá de quem for, é ordinário, impróprio e ofen...

  • Anónimo

    11 anos a mamar na teta da vaca sem ser bezerro. ...

  • Anónimo

    Raciocínio e argumentação puramente falaciosos.

  • Anónimo

    Precisa -se de deontologia e de regularizar a situ...

  • Anónimo

    O DL 485/99 foi a forma encontrada pela administra...

  • Anónimo

    Quem escreve assim, tem tão só 11 anos de exercíci...

  • Anónimo

    Quem escreve assim desconhece completamente o cont...

  • Anónimo

    Leis iníquas permitem isto. Decorrente da minha ex...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no "Google+", ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- Google+

    7- Assinantes por "e-mail"






    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................