Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL publicação periódica independente com 8 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL (DD-OJ)
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt

...............................................................................................................................
| | | - COVID-19
[1] - Compilação de Sugestões de Medidas de Proteção Práticas para Oficiais de Justiça
[2] - Consulte aqui os dados oficiais diários atualizados da DGS e infografias
[3] - Consulte também aqui, em primeira mão, as notícias que a agência Lusa fornece para a comunicação social, entretanto com acesso gratuito

...............................................................................................................................

Terça-feira, 26.05.15

As Fantásticas Ideias do PS

     O cliente mistério é um indivíduo que vai a um estabelecimento comercial, por exemplo a uma cadeia de venda de hamburgers como a “McDonald’s”, faz um pedido e vai controlando os tempos de espera, a forma de atendimento, etc. Depois faz um relatório com esses dados e apresenta à empresa prestadora de serviços que depois apresentará resultados à cadeia para que saiba como os diversos estabelecimentos estão a funcionar.

     Os clientes mistério são remunerados pela função e são, maioritariamente, jovens sem emprego e/ou estudantes e alguns filiados nas juventudes partidárias dos diversos partidos.

     Vem isto a propósito da nova ideia do Partido Socialista (PS) que pretende usar “utentes mistério” para testar os tribunais.

     Se com o Governo atual muitas das decisões foram tomadas baseadas nas sugestões de putos com estudos em folhas de Excel, agora temos no partido que pretende ser alternativa uma nova gama de putos que igualmente dominam o Excel mas que, em simultâneo, fazem tais estudos à mesa dos restaurantes “McDonald’s”, com uma mão na hambúrguer e outra no ecrã tátil do “tablet”.

     Diz o partido candidato a alternativa que a ideia é melhorar os serviços públicos do sistema de Justiça.

     O programa eleitoral ou projeto de programa eleitoral apresentado a semana passada por António Costa, prevê a realização de "testes cegos" com o propósito de avaliar e monitorizar o respetivo funcionamento.

     Esta gente compara os tribunais à “McDonald’s” e as vendas dos seus produtos aos processos das pessoas.

     Mas o PS não fica por estas fantásticas ideias; não, tem ainda mais ideias.

     Como também não sabe resolver as pendências dos tribunais, designadamente, preenchendo os lugares necessários com as pessoas em falta na legislação criada, prefere retirar mais processos dos tribunais. Recorde-se que as execuções (cerca de 70% dos processos dos tribunais) já estão entregues a entidades privadas, pois agora, o PS pretende também que os litígios resultantes de contratos de fornecimento de televisão, telecomunicações e Internet, eletricidade, casa, água e gás passem a estar sujeitos a arbitragem obrigatória, retirando-os, assim, dos tribunais.

     Se a reorganização judicial afastou os cidadãos da Justiça, o PS pretende continuar a trilhar esse caminho que tanto criticou.

     O documento do PS é uma versão para debate público, datada de 20 de maio, disponibilizada no sítio do partido na Internet, cuja versão final será aprovada a 06 de junho.

     Recorde-se que o Partido Socialista (PS), é hoje liderado pelo ex-ministro da Justiça António Costa, que quer ainda limitar a possibilidade de um litígio entre pessoas coletivas públicas chegue a tribunal, incentivando o recurso à mediação ou à arbitragem.

     No mesmo documento, o PS propõe ainda o alargamento da competência e da rede dos julgados de paz, assim como dos centros de mediação e de arbitragem.

     Em traços gerais, o PS manifesta a intenção de aplicar um "choque de gestão" ao sistema judicial, assim como promover o descongestionamento dos tribunais, simplificar e desmaterializar os processos judiciais, aproximar a justiça dos cidadãos e melhorar a qualidade do serviço público de justiça.

     Para além do novo esvaziamento dos tribunais a que o PS se propõe, no tal "choque de gestão" dos tribunais, conta-se ainda "a possibilidade de distribuição de atos processuais para tribunais com menor carga processual”; isto é, se o processo corre em Lisboa mas aquela secção tem muita carga processual, então vai correr para o Alentejo para uma secção com menor carga processual; evidentemente que, diz o PS, “com base em critérios objetivos e transparentes que satisfaçam a exigência do juiz natural".

     Quando não se sabe quais são as reais carências dos tribunais nem se ouvem aqueles que diariamente lá exercem as suas funções, dá nisto ou em coisas semelhantes.

     Assim, a forma de descongestionar os tribunais consiste, na opinião do PS, por retirar competências, por desviar os cidadãos da possibilidade da sua utilização, proibindo-lhes o acesso ou permitindo-lhes aceder só depois de passar por outras instâncias.

     Claro que não é assim que se faz Justiça mas é assim que se faz política.

     O PS defende o recurso obrigatório a meios alternativos de resolução de litígios nos processos resultantes de: a) relações de vizinhança, b) relações familiares, c) heranças e d) em casos de sobre-endividamento. Ora, as relações familiares, de heranças e até de sobre-endividamento, já passam por entidades externas; estando mesmo as heranças (os processos de inventário/partilha de bens) entregues a entidades privadas.

     As questões de vizinhança não consistem em questões menores entre vizinhos. Não é por o vizinho não dar os bons-dias a outro que vão para tribunal; os vizinhos vão para tribunal para dirimir questões complexas relacionadas com as suas propriedades, qualquer coisa como o Direito de Propriedade, um dos mais importantes pilares da sociedade.

     No que se refere à simplificação e desmaterialização dos processos judiciais, os socialistas preconizam o desenvolvimento de uma nova versão do sistema de gestão processual Citius, contemplando novas funcionalidades, tendendo ao uso de uma aplicação única de gestão processual para todas as jurisdições.

     Ora, sucede que o Citius já é precisamente uma aplicação única de gestão processual para todas as jurisdições só que isto ainda não se sabe nas mesas dos “McDonald’s”.

     Para aproximar a justiça dos cidadãos, o PS propõe, entre outras medidas, o incentivo à adoção de boas práticas no agendamento da inquirição de testemunhas, através da designação de horas diferenciadas para a respetiva audição, e da criação da possibilidade de aviso telefónico, quando a testemunha for prescindida ou se verificar que a hora prevista não vai ser cumprida.

     O PS não sabe mas os Oficiais de Justiça já telefonam todos os dias a avisar aqueles que detêm telefones indicados e, quando não têm, tentam obtê-los nos serviços informativos, sem deixar de avisar as partes que indicam as testemunhas e que as conhecem e detêm os seus contactos, isto, claro está, quando não há tempo útil para avisar por carta. Quanto à inquirição de testemunhas detendo uma hora marcada para cada uma delas, seria interessante se a audiência de julgamento pudesse decorrer durante todo o tempo do Mundo e não houvesse mais nada que fazer. A audiência não pode parar e ficar à espera que chegue a hora da testemunha seguinte, só porque a anterior foi rápida no seu depoimento ou, afinal, até nada ou pouco sabia do assunto.

     Estas ideias partem, certamente, de quem nunca foi depor a um julgamento ou se foi alguma vez, foi a um, a esse, e não a todos aqueles que diariamente se fazem nos tribunais. Nos tribunais não se realizam apenas os julgamentos que são mencionados nas televisões mas realizam-se largas centenas de julgamentos por dia; realidade esta que é desconhecida nas mesas do já tão citado restaurante e que, certamente, nem o motor de pesquisa da “Google” saberá indicar.

     Por fim, o PS, também com vista a melhorar a qualidade da Justiça, refere ainda a abertura do "exercício de funções de juiz especializado a advogados ou professores universitários, mediante regime especial de acesso, em áreas ou jurisdições nas quais o sistema judicial careça de recursos adequados".

     Quer isto dizer que qualquer um poderá ser juiz? Especializado? Em áreas ou jurisdições nas quais o sistema judicial careça de recursos adequados?

     Quer isto dizer então que se é para acorrer às áreas ou jurisdições onde haja carências, então será para todo o sistema judiciário.

     Não há ainda notícia de qualquer comentário sobre estas ideias do PS, seja pelos sindicatos que representam as magistraturas judiciais e do Ministério Público, nem sequer qualquer reação por parte dos sindicatos que representam os Oficiais de Justiça.

     O que significará este silêncio?

AntonioCosta(iPhone).jpg

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:06


1 comentário

De Anónimo a 27.05.2015 às 22:58

Duvido que ganhem as próximas eleições.

Comentar Artigo



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.................................................. INICIATIVAS COMPLEMENTARES:
..................................................
MEDIDAS e Sugestões de Proteção Prática para Oficiais de Justiça
Veja a compilação de sugestões recebidas até ao momento e envie o seu contributo para o e-mail:
OJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

..................................................
PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos. Saiba+Aqui

..................................................
Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
+
Veja também por aqui o Estatuto Editorial e a Direção desta publicação
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
808 24 24 24 - SNS 24 / Saúde 24
(custo de chamada local)
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Para uns TUDO. Para outros NADA.Qualquer dia há ma...

  • Anónimo

    O número deverá ser maior, uma vez que há orgãos d...

  • Anónimo

    Em compensação, autoriza a abertura de um concurs...

  • Anónimo

    Alguma proposta que nos diga respeito foi aprovada...

  • Anónimo

    Anedóticos sao treinadoresde bancada que tudo dize...

  • Anónimo

    Não quer divisões na classe? Não quer ver Oficiais...

  • Anónimo

    Conversa da treta, própria de membro do governo. ...

  • Anónimo

    Não sou contrainteressado nem ao curso de secretar...

  • Anónimo

    Colega o convite a contratação pública foi endereç...

  • Anónimo

    O seu 3º parágrafo desde logo o denuncia! Um dos g...

  • Anónimo

    Este é o melhor discurso para nada ser feito...

  • Anónimo

    O lamentável é ver colegas contra colegas.Mais exp...

  • Anónimo

    Mas o sfj tambem reuniu ou não? Todos temos o dire...

  • Anónimo

    Infelizmente, nada surpreende do que aqui é referi...

  • Anónimo

    É difícil beber do próprio veneno. Mas não foram o...

  • Anónimo

    ops...lembro-me deste tipo de "argumentário" há re...

  • Anónimo

    Pergunto-me que experiência teriam no cargo os pri...

  • Anónimo

    Só me ocorre uma palavra para qualificar o argumen...

  • Anónimo

    até o governo do ultimo pós bancarrota contratou m...

  • Anónimo

    era só seguir a jurisprudência governativa mais re...

  • Anónimo

    Não sabia que agora podia haver reinados na admini...

  • Anónimo

    Ou seja perpetuavam-se ad eternum.Dura Lex Sed Lex

  • Anónimo

    Nao sou contrainteressado no concurso mas o releva...

  • Anónimo

    Num futuro muito próximo, um grande número de Ofic...

  • Anónimo

    Eu duvido que alguma coisa de interesse para a cla...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"






    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................