Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL publicação periódica independente com 8 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL (DD-OJ)
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt
Bem-vindo(a) à página do Diário Digital dos Oficiais de Justiça de Portugal. Aqui encontra todos os dias informação com interesse geral para o mundo da Justiça e em particular para os Oficiais de Justiça. Desfrute!
...............................................................................................................................
FERIADOS MUNICIPAIS NESTA SEMANA:
- 23NOV-Ter - Gavião.
- 24NOV-Qua - Entroncamento e Sines.
- 27NOV-Sab - Guarda.
& pode ver + nos Calendários do Oficial de Justiça para 2021 e também para 2022
...............................................................................................................................


Sábado, 31.07.21

Hoje é o melhor dia para casar

      Segundo o Quim Barreiros o dia de hoje é o melhor dia do ano para casar, e porquê? Diz ele porque depois entra agosto (a gosto). E sobre isto tem uma famosíssima canção que diz assim:

            «Qual é o melhor dia para casar,
              sem sofrer nenhum desgosto?
              É o 31 de julho, porque depois entra agosto.»

      E perguntam os leitores: mas numa página que aborda assuntos de interesse para os Oficiais de Justiça, o que raio faz aqui uma canção do Quim Barreiros?

      Porque hoje é, de facto, 31 de julho, porque amanhã entramos realmente no mês de agosto e porque aos Oficiais de Justiça tudo corre, ao contrário da canção, a contragosto.

      Os Oficiais de Justiça chegam a este final do mês de julho questionando-se que conquistas obtiveram nesta primeira parte do ano, antes das férias de verão, ou mesmo nos últimos anos. Chegam à inevitável conclusão que nada conquistaram e que nem sequer se mantiveram na sua instável situação, desde logo porque acabaram de perder a greve isenta de serviços mínimos que perdurava há 22 anos (a greve do SFJ de 1999 após as 17H00) que se vê agora atacada por serviços mínimos que são, na realidade, máximos, isto é, que permitem que tudo suceda como se não houvesse greve.

      Não nos cansamos de o repetir: nunca se viu nada assim em tempos de democracia, desta já com quase 50 anos, verificando-se um nítido retrocesso civilizacional, perigoso, por astuto, por traiçoeiro e por ser concretizado por vendidos.

ElefantesCasamento.jpg

      O Sindicato dos Funcionários Judiciais (SFJ) acaba de sofrer um duro golpe na sua ação, ao perder, de uma cajadada só, duas greves, sendo uma delas histórica e emblemática.

      Perante estas perdas, o SFJ lançou informações sindicais e, ontem mesmo, na última, lia-se o apelo, logo em título: “Apelo a todos os Oficiais de Justiça”, nos seguintes termos:

      «Estimados colegas,

      Perante o ataque ignóbil que nos está a ser dirigido pela Tutela e, tendo-nos manietado no efeito útil da greve decretada para 2 e 3 de agosto, apelamos a todos os Colegas que durante esse período vistam as camisolas pretas distribuídas por este Sindicato e, se declarem em greve, mesmo sob a circunstância de terem de assegurar os serviços mínimos.

      Tal mostrará o desagrado de toda uma Classe e, acima de tudo, mostrará que não baixa os braços à luta perante as adversidades que forças maiores lhe impõem.

      Mais informamos que outras ações de luta se seguirão.

      Não ficaremos parados até atingirmos os objetivos de uma Classe, sofredora, mas tenaz!

      Este Sindicato só vai parar no dia em que os atingirmos, disso podem estar certos!

      O trabalho tem sido árduo, mas isso não nos demove. A cada pedrada que nos atiram, aproveitamos para ficarmos mais fortes!»

      Alguns dos leitores desta página costumam comentar periodicamente afirmando que a página se dedica a elaborar crítica negativa do SFJ e que é esse o seu único objetivo ou obsessão. Dizem-no e repetem-no vezes sem conta, mesmo quando explicamos, tantas vezes, que é mentira e que as publicações diárias demonstram precisamente o contrário, isto é, que as críticas que não agradam a alguns ocorrem quando são necessárias, ocasionalmente, e se ocorrem mais ou menos vezes é porque nessa precisa proporção são necessárias perante aquilo que temos diante dos olhos abertos.

      Este apelo do SFJ é um apelo desesperado, apressado, realizado num momento terrível deste “ataque ignóbil”, como bem refere o SFJ, num momento de stresse e, por isso, talvez por isso, saiu assim tão mau.

      E é mau porque apela a um enfiar de camisolas pretas como reação à monstruosa destruição de duas greves, sendo uma delas uma sobrevivente de 22 anos, uma bandeira e um símbolo de resistência e de salvaguarda dos Oficiais de Justiça.

      Haverá muitos Oficiais de Justiça que seguirão à risca esta instrução folclórica, porque disso se trata, porque uma reação a sério, firme, decidida e imediata, não é nada disto.

      A decisão arbitral, o acórdão 6/2021, está datado de 27 de julho, tendo tido o SFJ conhecimento desta decisão nessa mesma data.

      Três dias depois – e não no mesmo dia – a reação ao “ataque ignóbil” dá-se com um enfiar de camisolas prestas que é um verdadeiro enfiar de barrete.

      No apelo de ontem, diz o SFJ ainda isto: «Mais informamos que outras ações de luta se seguirão.» Esperemos que não seja o enfiar de mais nada nem que seja a ainda aguardada “bomba atómica” ou “bomba inteligente” ou a “luta dura e longa”, há tanto tempo prometida e que nunca chegou.

      Em três dias, o SFJ – o maior e mais representativo sindicato dos Oficiais de Justiça – tinha a obrigação de vir indicar aos Oficiais de Justiça novas e imediatas ações de luta e não um mero enfiar de camisola acompanhado da promessa de que se seguirão “outras ações de luta”.

      Era tempo mais do que suficiente para uma estrutura desta dimensão e com tantas valências e pessoas a ela dedicada, reagir com mais celeridade, indicando já e para o curto prazo as ações de luta, as ações judiciais e ainda as ações para provocar ações judiciais, isto é, para se poderem propor procedimentos cautelares e processos afins, de qualquer jurisdição, a par de outras ações judiciais como, por exemplo, a indemnizatória pela demora de toda uma década na resolução da subida automática de escalão, porque não basta pagar o que é dívida, é necessário compensar também as vidas de todos os Oficiais de justiça que durante todos estes muitos anos estiveram privados da adequada e justa retribuição mensal pelo seu trabalho diário.

      Com um Governo deste calibre as reações não se anunciam para depois, levam-se a cabo no mais curto espaço de tempo possível; reage-se imediatamente e com todo o vigor, com ou sem camisola preta vestida por alguns em algumas secretarias.

      Não podemos deixar de realizar esta crítica ao apelo do SFJ, apelo este que deveria ser um apelo a essas tais ações de luta, ainda que não se realizassem imediatamente, porque há prazos legais de antecedência a observar mas desde já anunciadas.

      Por outro lado, a ação das camisolas pode criar algum impacto se for bem utilizada e objeto de chamada de atenção aos jornalistas, oportunisticamente com a entrega das listas dos candidatos que forem mais mediáticos. E este aproveitamento tem que ser feito, sob pena de a atenuação da depressão dos Oficiais de Justiça perante o “ignóbil ataque”, apenas com o vestir da camisola, se perca nas profundezas do sítio para onde vão estas coisas que se perdem, sendo certo que na secção de perdidos dedicada aos Oficiais de Justiça, já transborda o espaço com tantos perdimentos.

      Assim sendo, aqui fica o contra-apelo para que este Sindicato decida com a maior brevidade que outras ações de luta vai encetar no curto prazo e no imediato. O contra-apelo vai ainda no sentido de convidar a outra estrutura sindical representativa de Oficiais de Justiça a agir também contra este “ignóbil ataque”, não comunicando apenas as ações mas decidindo-as em conjunto, para o efeito, reunindo imediatamente.

      Acaba-se o mês e entra agosto, ou a contragosto, porque se mantém a mesma impossibilidade de tantos Oficiais de Justiça na flor da idade, casarem e terem descendência para, contribuírem para a segurança e garantia do sistema.

      Se o dia 31 de julho é o melhor dia pata casar, não será certamente o deste ano nem sequer foi o de anos anteriores, porque nunca nada entrou a gosto.

HomemVomito.jpg

      Fonte: “Info-SFJ-30JUL2021”.

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:01


15 comentários

De Anónimo a 31.07.2021 às 10:41

Todos nós sabemos que este sindicato forte, se tornou fraco. Não são os números que contam, mas as ações, que se fazem.

Perderam a confiança dos sócios, porque alguns dos órgãos da sua direção de preocupam apenas com a sua barriga. Ganharam conhecimentos na DGAJ e ambos em conjunto conseguem violar as normas de um estatuto que ajudaram a negociar, para favorecer alguns ou algum membro dos seus órgãos sociais. Este sindicato precisa de uma purga em toda a sua linha. E era bom que existi se o mais rápido possível.

Quando a greve acho que só poderia surtir alguns efeitos práticos se fosse decretada a nível geral.
Mas tendo em conta que a maioria dos colegas está de férias, também acho que não teria efeitos práticos.

De Anónimo a 31.07.2021 às 12:54

SFJ, mais do mesmo, não sabem e não querem ou, não querem s não sabem,
Perdoai-lhes que eu não posso, pois não pactuo com a opacidade, com a falta de transparência, com a preguiça, com a preguiça, com a preguiça...

De Jota Man a 31.07.2021 às 13:26

Ninguém aceita ou sequer acredita que sindicatos de oficiais de justiça, trabalhando na área da justiça, não tenham conhecimentos jurídicos, ou acesso a quem os tenha, para usando os meios legais, poderem contrapor com estes ataques da tutela.

Eu vou ser mais contundente que o artigo.

No dia 1 de Agosto podem-se retirar mascaras em algumas situações, abre-se muita coisa.

Como resposta o SFJ propõe:

Tudo no local de trabalho, de mascara na cara e vestidos de igual e de preto, de rabinho para o ar, vêm ai magotes de políticos para fazerem festas. Só não diz se é para por uma luz vermelha na porta.

O SOJ, exemplifica, come e cala.

Toca a abrir é preciso é abrir. Por isso vamos fazer a vontade ao António porque como diz o Quim "entra Agosto" e o Timão "só uma não doi".
A dona da casa a "Chica" que não é da Silva é que sabe.

O problema que já são muitas, durante muito tempo, sempre com a mesma música.

Etá na hora de vir o malhão, os pauliteiros de Miranda e ir tudo dançar a chula.

Já chega de Cabeçudos e ir tudo num corridinho.











Ponham lá as tshirt's pretas

De Jota Man a 31.07.2021 às 13:52

Para ajudar vai uma ideia, em vez de T-Shirt vão de lingerie preta, tem mais cobertura mediática.

De Anónimo a 31.07.2021 às 13:37

Acerca da greve de 99, ainda não consegui perceber se 'perdermos', como é dito, a mesma para esta greve ou se a perdemos para todo o sempre.
Ninguém é claro e está instalada a confusão, pelo menos para mim, que não consigo perceber nas entrelinhas.
Alguém que consiga explicar, p. favor?

De Anónimo a 31.07.2021 às 15:48

Como o aqui disse há dois ou três dias, greves em férias só geram confusão. A resposta era dada em finais de agosto, com greves contundentes marcadas para depois de 15 de setembro, com os OJ a marcarem os calendários e a não serem conduzidos, por tutela e sindicatos, como carneirada 😡

De Anónimo a 31.07.2021 às 18:05


À greve de 1999 nunca poderão ser aplicados serviços mínimos.

Leis com aplicação rectroativa só em benefício!

O colégio arbitral, presidido pelo mesmo de quase sempre e que é colega de carreira da ministra, embora aposentado continua a ser passível de censura e acção disciplinar.

Viola a Lei e faz tábua rasa das decisões de Tribunais superiores!

Os sindicatos há muito deveriam ter participado disciplinarmente daquele sr. dr. ao CSMP.

Porque não o fizeram? Perguntem-lhes!

De Anónimo a 01.08.2021 às 09:28

Os sindicatos são coniventes tendo por base interesses difusos. Só pode. Perante tanta sindical subserviência e habitual inoperância incapacitante.

Contratem o Dr. Garcia Pereira e avance-se com os respectivos pedidos de responsabilidades extracontratual dos agentes do Estado e subsequentes trâmites.

Só assim os OJ se sentiriam bem representados pelos seus sindicatos os quais, de outra forma, não aparentam ser mais do que sorvedores de 500000€/ano em quotas em, assim, aparente benefício próprio.

É que é muito dinheiro obtido para nenhuma ou tão pouca produtividade ao longo de mais de vinte anos!

Tal provoca, no mínimo, estranheza.


SFJ e SOJ, sem medos, coloquem os interesses dos OJ em primeiro lugar!

Avancem com a avença ao Dr. Garcia Pereira e irão ver os resultados rapidinho, rapidinho, a todos os níveis!

De Anónimo a 31.07.2021 às 17:03

Nunca vi nada igual a isto!

SFj, SOJ e todos os Oficiais de Justiça têm que se unir e encontrar formas de luta contra este ataque despedurado, a uma classe profissional, que tudo tem dado em prol do estado de direito democratico, para garantir, 24 horas por dia, os direitos liberdades e garantias dos cidadãos em geral.

Esquecidos, marginalizados e sujeitos a medidas de coação laboral até quando?!...

Com decisões destas, o estado de direito democrático e o principio da legalidade está ameaçado e não pode ser agora, que lhe vamos virar as costas.

Endurecer a luta, é a única forma de o fazer.

Antonio Marçal e Carlos Almeida agendem urgentemente uma reunião, para analisar este ataque despedurado aos direitos liberdades e garantias dos Oficiais de Justiça e encontrar uma estratégia conjunta de reagir contra ela!

Juntos vamos encontrar a "bomba inteligente" e desmascarar muita gente, que adorna os seus discursos em intervenções políticas, com chavões de combate à discriminação, defesa dos princípios da legalidade da igualdade, da proporcionalidade e na defesa de um Estado de Direito Democrático.

Com os pareceres do CSM e do CSMP sobre o novo projeto de Estatutos, os Sindicatos deviam subscrever um documento conjunto, dirigido às entidades com competência para pedir a fiscalização abstrata sucessiva da constitucionalidade, designadamente ao Senhor Presidente da República, Procuradora Geral da Republica e Provedora de Justica e perguntar o seguinte:

Se no novo projeto de estatutos a norma de dever de permanência, se mantém nos precisos termos do estatutos em vigor, porque razão nunca pediram a fiscalização abstrata sucessiva da inconstitucionalidade desta norma em vigor!

Porque razão tiveram a mesma omissão, relativame te a fórmula estatutária relativamente concurso lara Secretários de Justiça e já agora porque nada fizeram, relativamente ao aumento desproporcional da idade da reforma dos Oficiais de Justiça, em que princípios com o da proteção da confiança, igualdade e proporcionalidade foram flagrantemente violados!..

Cumprir e fazer cumprir a Constituição e a Lei tem este ónus, e com pareceres como aqueles que citamos legitima questionarmos estas instituições.







De Anónimo a 31.07.2021 às 18:14

Muito bem, haja vontade dos nossos representantes de fazer algo para além de bocejar

De Anónimo a 31.07.2021 às 18:54

Digo "despudorado"

De Anónimo a 31.07.2021 às 21:39

Muito bem, apoiado a 100%. Força, foco e fé.

De Anónimo a 01.08.2021 às 09:07

Nem dinheiro tenho para a boda,

Por isso, sou mais um OJ amancebado.

800€/mês, com o dever de disponibilidade a qualquer hora de qualquer dia ou de qualquer noite. Sem qualquer compensação das mais de 40 horas extra que fiz este mês!

Contudo fui aconselhado a requerer o pagamento das mesmas em mapa próprio, devidamente detalhado e com referência à gravação de vídeo vigilância das minhas entradas e saídas, já que a DGAJ se recusa a implementar o registo biométrico de ponto, andando eu a assinar soltas folhinhas de papel.

Consoante a música a dança evoluirá para valsa.

De Anónimo a 02.08.2021 às 09:38

É bom que aprendas a dançar, mesmo!!
E o ritmo, não és tu que o escolhes, certamente.

De Anónimo a 05.08.2021 às 14:15

Hummm,

Não concordo!

O ritmo será o meu!

Querem ver que me vão bater?

Comentar Artigo



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.................................................. INICIATIVAS COMPLEMENTARES:
..................................................
PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Subscrição por e-mail
Receba todos os dias o artigo do dia no seu e-mail. Peça para:
oficialdejustica.oj.portugal@gmail.com

saiba+aqui

..................................................
MEDIDAS e Sugestões de Proteção Prática para Oficiais de Justiça
Veja a compilação de sugestões recebidas até ao momento e envie o seu contributo para o e-mail:
OJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos.
Saiba+Aqui

..................................................
Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................

..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
+
Veja também por aqui o Estatuto Editorial e a Direção desta publicação
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
808 24 24 24 - SNS 24 / Saúde 24
(custo de chamada local)
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    https://observador.pt/2021/11/26/juizes-classifica...

  • Jota Man

    Está mal os gastos com remunerações dos oficiais d...

  • Anónimo

    É só fazer as contas! Um aumento da despesa em 202...

  • Anónimo

    PARABÉNS AOS AUTORES DESTA PÁGINA

  • Anónimo

    E ainda recebem cerca de 4 euros de subsidio de al...

  • Anónimo

    Quando começarem a contratar paquistaneses e india...

  • Anónimo

    saida as 17.00 h p......q......p........

  • Anónimo

    vivemos na escravatura encapotada e alimentada pel...

  • Anónimo

    ehheeh, triste comentário este!!! pois só não faz ...

  • Anónimo

    Desde quando é que envelhecimento é assim tão mau ...

  • Anónimo

    Ingressos na carreira?!.. Concursos publicos sem c...

  • Anónimo

    A Inês Sousa Irreal, do PAN, já veio dizer que con...

  • Anónimo

    Uma luta dura e longa se necessario com recurso à ...

  • Anónimo

    O primo de amigo meu que tem um tio que é amigo de...

  • Anónimo

    Pela forma jovial e risonha em que a Sra MInistra ...

  • Anónimo

    É só blá...blá...blá...blá.Despachar processos e q...

  • Anónimo

    Juízes e Procuradores deviam ter vergonha, que com...

  • Anónimo

    Tu dá-lhes !!Lol

  • Anónimo

    EHEHEH tem tudo a ver com a criação do universo

  • Anónimo

    O que é que este post tem a ver com o artigo?

  • Anónimo

    “O último degrau da sabedoria é a humildade”, infe...

  • Anónimo

    Tente lembrar o colega quantos entraram com Costa,...

  • Anónimo

    CHEGA mesmo!

  • Anónimo

    " tática terrorista" dos governantes que temos tid...

  • Anónimo

    oj´s não existem eheheh só para trabalhar quase de...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"





    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................