Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL publicação periódica independente com 7 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL (DD-OJ)
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.
...............................................................................................................................
| | | - COVID-19
[1] - Compilação de Sugestões de Medidas de Proteção Práticas para Oficiais de Justiça
[2] - Consulte aqui os dados oficiais diários atualizados da DGS e infografias
[3] - Consulte também aqui, em primeira mão, as notícias que a agência Lusa fornece para a comunicação social, entretanto com acesso gratuito

...............................................................................................................................

Sábado, 01.08.20

O incumprimento da Lei e a necessidade de demitir a ministra da Justiça

      Terminou ontem o mês de julho, completando-se com todos os seus 31 dias e, como era esperado, no Diário da República de ontem, tal como de qualquer outro dia do mês de julho, não foi publicado nenhum diploma legal onde se comprovasse que o Governo cumpre a lei emanada da Assembleia da República. E não a cumpre de forma total, nem sequer só um bocadito qualquer; nada; não cumpre rigorosamente nada.

      Referimo-nos, obviamente, àquela disposição legal que é a maior conquista de todos os tempos pelos Oficiais de Justiça. Sim, a maior conquista. Anos e anos de lutas com incontáveis greves, de todos os géneros, a tempo inteiro ou parcial, por todo o país ou por zonas, manifestações de todo o tipo e completamente inéditas, greves até ao serviço durante a madrugada, atacada com serviços mínimos… Enfim, nos últimos anos houve de tudo e por todos e as conquistas foram nulas apesar de se terem conquistado sempre muitas promessas.

      Mas se o trabalho dos sindicatos e dos Oficiais de Justiça nada conseguiu do Governo, conseguiram que a Assembleia da República fixasse em lei três aspetos fundamentais para a pacificação dos Oficiais de Justiça, impondo ao Governo, por lei, um prazo concreto para a conclusão desses três aspetos fundamentais.

      Nunca antes ocorreu tal coisa mas a Assembleia da República fixou o dia 31 de julho, o dia de ontem, como o dia limite para que fosse publicado em Diário da República um novo Estatuto dos Oficiais de Justiça, a integração do suplemento remuneratório e ainda a criação de um regime diferenciado de aposentação.

      Diz assim o artigo 38º da Lei 2/2020 de 31MAR (LOE):

      «Artigo 38.º - Funcionários judiciais

      1 - A revisão do Estatuto dos Funcionários de Justiça, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 343/99, de 26 de agosto, deve estar concluída com a sua publicação no Diário da República até ao final do mês de julho de 2020.

      2 - No âmbito da revisão referida no número anterior, deve ser concretizada a integração, sem perda salarial, do suplemento de recuperação processual, previsto no Decreto-Lei n.º 485/99, de 10 de novembro, no vencimento dos oficiais de justiça.

      3 - No âmbito da revisão referida no n.º 1 deve ainda ser equacionado um mecanismo de compensação para os oficiais de justiça pelo dever de disponibilidade permanente, designadamente a atribuição de um regime de aposentação diferenciado.»

      Lei clara, três assuntos claros, um prazo claro e umas declarações claríssimas da ministra da Justiça (já em junho) afirmando, curiosamente no Parlamento, isto é, no próprio órgão de soberania de onde emanou a determinação legal, que não iria cumprir a Lei.

      Ou seja, aquilo que a Assembleia da república determinou por Lei e que, em obediência à mesma, se deveria concretizar até ao dia de ontem, não foi cumprido. A Lei foi, portanto, incumprida.

      Depois das declarações da ministra da Justiça (AR 25JUN) afirmando que não cumpriria a Lei, o Sindicato dos Oficiais de Justiça (SOJ) emitiu uma informação sindical na qual se pode ler o seguinte:

      «Cumprir a lei está no ADN dos Oficiais de Justiça e no dia em que deixarem de o fazer, ninguém duvide, serão os primeiros a reavaliar a carreira e a missão atribuída por lei. Concluindo, no dia 25 de junho, dentro da Assembleia da República, perante a passividade dos eleitos pelo povo, foi colocado em crise o Estado de Direito Democrático.»

      O incumprimento da lei leva sempre os cidadãos a sofrerem as consequências desse incumprimento mas quando é o Governo que opta por incumprir que consequências tem? Para já nenhumas.

      Perante o prejuízo causado, pelo incumprimento da Lei, a determinado grupo de trabalhadores, o que é que estes fizeram para contestar tal atitude? Nada! Espantosamente nada! Nada que fosse realmente visível e obrigasse o Governo a inverter o seu claro negro rumo em relação a estes profissionais da Justiça e só a estes concretos profissionais da Justiça.

      Na mesma informação sindical do SOJ lê-se ainda:

      «Também é factual, e não é despiciente convocar, nunca o Ministério da Justiça, nem no tempo em que “era dos cultos”, teve tantos juízes, em cargos de política partidária, como atualmente. Perante o reconhecimento feito pela Senhora Ministra da Justiça, juíza conselheira de carreira, o que fica em crise não é a imagem e credibilidade do Ministério da Justiça, das magistraturas ou do Governo: é a imagem e credibilidade do País.»

      Este mesmo Governo vai, para o ano, presidir à União Europeia. Este mesmo Governo que não possui credibilidade alguma perante estes profissionais internos da Justiça, pretende deter credibilidade externa e, descuidando os seus, internamente, descuidando o cumprimento das leis, como é que projetará uma imagem de credibilidade do país? Só se for pela inação dos trabalhadores, isto é, dos Oficiais de Justiça.

      Da mesma forma que os Oficiais de Justiça pediram, aos gritos, a demissão da ministra da Justiça, em pleno Terreiro do Paço, naquele dia de discursos solenes no Supremo Tribunal de Justiça, perante este estado de coisas e de sítio, outra solução não lhes resta senão continuar a gritar, até que a voz lhes doa, pela demissão desta ministra que, apesar de já estar numa segunda legislatura, ainda assim não foi capaz de solucionar os problemas dos Oficiais de Justiça, embora se tenha empenhado em solucionar os de outros profissionais da mesma área.

      Assim, os Oficiais de Justiça, constataram mais uma vez e concretamente até ao dia de ontem, a enorme incapacidade governativa desta ministra da Justiça, pelo que, a partir de hoje, podem voltar a gritar “demissão!”

      A seguir vamos colocar algumas fotografias para recordar esse dia em que se pediu a demissão da ministra da Justiça, a plenos pulmões de Oficial de Justiça, na Praça do Comércio, em Lisboa, e isto foi o ano passado (2019).

SFJ-Plenario-15JAN2019-(6).jpg

SFJ-Plenario-15JAN2019-(5).jpg

SFJ-Plenario-15JAN2019-(1).jpg

SFJ-Plenario-15JAN2019-(2).jpg

SFJ-Plenario-15JAN2019-(3).jpg

      Fonte citada: “Informação do SOJ”. Fotos: "SFJ".

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:01


8 comentários

De Anónimo a 01.08.2020 às 08:16

Muito bom artigo, onde não falta nada dos factos, das aspirações e das conclusões a retirar.
E AGORA SINDICATOS? Vamos esperar pelo quê?
Atitude precisa-se.


.

De Anónimo a 01.08.2020 às 10:13

O que é que o Srs. Juízes são que os Srs. Oficiais de Justiça não sejam?

De Anónimo a 01.08.2020 às 10:34

Bom dia colegas, face ao incumprimento flagrante, embora já anunciado, da lei pelo ministério da justiça, penso que todos os OJ gostariam de saber concretamente “com que linhas nós vamos coser”.
Espera-se resposta robusta por parte dos sindicatos e informação urgente aos OJ.
💪

De Anónimo a 01.08.2020 às 14:23

Concordo e é para já.

De Anónimo a 01.08.2020 às 18:05

Não se preocupem que em Setembro o estatuto está pronto.

Com a despromoção de metade para a categoria de assistente técnico e a progressão por quotas. Claro que a classificação de excelente vai para os lambe botas habituais.

Quanto a integração do suplemento o discurso vai ser o da falta de recursos financeiros.

Contentem se com as palmadinhas nas costas habituais.

De Anónimo a 01.08.2020 às 18:40

Jornal o Publico - 15 de Janeiro de 2019
"...
Francisca Van Dunem iniciou a sua intervenção na cerimónia viraram costas ao edifício, em protesto. Garantindo que honrou os seus compromissos para com a justiça portuguesa, a ministra adoptou um tom apaziguador: “Decorre lá fora uma manifestação de oficiais de justiça. Estariam melhor cá dentro, que é o lugar deles, do que lá fora.”

Honrou os seus compromissos?!...
E persiste em não honrar, não só os seus compromissos, como também aqueles decorrentes do exercício de funções, ao desrespeitar as decisões do parlamento.

Na próxima abertura do ano Judicial espero que os representantes dos Sindicatos estejam " lá dentro" para dizer isto mesmo à Senhora Ministra e a sua Excelência o Senhor Presidente da República.




De Anónimo a 02.08.2020 às 01:08

Vamos mas é para assistentes técnicos e desertar para outras quaisquer repartições públicas à porta de casa.
Aturar malucos e presunçosos, fazer vida de "copista" em pleno século XXI, tudo por meia dúzia de patacos!

De Anónimo a 04.08.2020 às 15:07

Existe quem faça bem melhor... no Mundo faz de conta!

Quarenta anos da dita "ditadura democrática" e o país é o que se vê. Um atraso no Mundo, um exemplo de corrupção.

Exma. Sra. Ministra, Holanda, Suécia e Finlândia abriram workshops de governancia e online. Não se vai inscrever?
Ahhh, o seu fim de semana e o pós laboral é para a família! Eu, enquanto, Oficial de Justiça, na maior parte dos dias não sei o que isso seja (e ganho setecentos e poucos euros por mês, limpos, há já tempo demais)!

Comentar Artigo



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.................................................. INICIATIVAS COMPLEMENTARES:
..................................................
MEDIDAS e Sugestões de Proteção Prática para Oficiais de Justiça
Veja a compilação de sugestões recebidas até ao momento e envie o seu contributo para o e-mail:
OJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

..................................................
PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos. Saiba+Aqui

..................................................
Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
+
Veja também por aqui o Estatuto Editorial e a Direção desta publicação
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
808 24 24 24 - SNS 24 / Saúde 24
(custo de chamada local)
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vai ser "bonito", vai, a partir de Setembro. Com o...

  • Anónimo

    Já não é novidade este ziguezague!Inicialmente com...

  • Anónimo

    Não abandonem, EXIJAM.

  • Anónimo

    Abandone-se tal Sindicato inoperante. Sem sindicos...

  • oficialdejustica

    Boa noite Ana!Não, não há nenhuma previsão. Há nec...

  • Anónimo

    Para assistente técnico têm saído alguns aos quais...

  • Ana

    Boa noite, Há alguma previsão para abertura de nov...

  • Anónimo

    Onde para o SFJ?!... Este inexplicável silêncio pr...

  • Anónimo

    LIDERANÇA PRECISA-SE , PODE SER QUE SEJAM ESTES.O ...

  • Anónimo

    A ser assim, qualquer dia sujeitamo-nos a um episó...

  • Anónimo

    A preocupação deve ser exclusivamente os processos...

  • Anónimo

    Luís Miguel Caldas diz que a preocupação não deve ...

  • Anónimo

    A arte esquecida nos tribunais é a desenvolvida di...

  • Anónimo

    A arte esquecida nos tribunais é a desenvolvida di...

  • Anónimo

    Eu apostava no "69", a chamada pescadinha de rabo ...

  • Anónimo

    Concordo. Os botas de elástico de sempre. São como...

  • Anónimo

    Pois. E mesmo assim querem passar esses "técnicos"...

  • Anónimo

    ... é o venha a nós. Responsabilidade social é zer...

  • Anónimo

    Mas isso foi com o que veio acabar o governo de Pa...

  • Anónimo

    O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público...

  • Anónimo

    Obrigado colega pelo seu comentário.Pelo menos eu ...

  • Anónimo

    Delegar, delegar, delegar nos OPC e nos Oficiais d...

  • Anónimo

    URGENTE - Preciso de saber os números do euromilhõ...

  • Anónimo

    E porque não?Desde que negociado e com contraparti...

  • Anónimo

    👍




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"






    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................