Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL publicação periódica independente com 7 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL (DD-OJ)
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt

...............................................................................................................................
| | | - COVID-19
[1] - Compilação de Sugestões de Medidas de Proteção Práticas para Oficiais de Justiça
[2] - Consulte aqui os dados oficiais diários atualizados da DGS e infografias
[3] - Consulte também aqui, em primeira mão, as notícias que a agência Lusa fornece para a comunicação social, entretanto com acesso gratuito

...............................................................................................................................

Quarta-feira, 28.08.19

O Novo Movimento Extraordinário de Setembro

      A DGAJ divulgou esta segunda-feira, em formato de “pré-aviso”, a abertura de um Movimento Extraordinário que visa a colocação de 98 novos Oficiais de Justiça (e já não são 100 porque houve 2 colocações inseridas no Movimento Ordinário deste ano).

      Este próximo Movimento de setembro, no entanto, não é exclusivo para a colocação de 98 novos Oficiais de Justiça e está aberto também aos Oficiais de Justiça já ao serviço e que, em setembro (até ao final do prazo de candidatura), reúnam as condições para aceder a este Movimento, designadamente, que não tenham sido movimentados entretanto e que tenham completos, pelo menos, os dois anos (ou três em caso de compromisso) de dever de permanência no lugar.

      Esta abertura do Movimento Extraordinário só começa a contar quando ocorrer a publicação em Diário da República do respetivo aviso de abertura deste Movimento Extraordinário, pelo que, para já, nenhum candidato ao ingresso pode concorrer ao Movimento. Aliás, os candidatos ao ingresso nem sequer detêm ainda os respetivos números mecanográficos que lhes serão distribuídos em breve.

      Logo que publicado o aviso de abertura em Diário da república, o prazo será de dez dias úteis (duas semanas) para que cada interessado apresente o seu ou os seus requerimentos com a sua ordem de preferência dos lugares pretendidos e não só dos lugares anunciados como vagos.

      Note-se bem que a este Movimento irão todos os Oficiais de Justiça já ao serviço que queiram ser transferidos ou que queiram transitar dos Serviços do Ministério Público para o Judicial ou vice-versa, pelo que, no caso de serem transferidos, esses lugares que hoje ocupam podem ficar vagos e isto são as denominadas “vagas emergentes” e estas vagas, para além de emergentes, são ainda desconhecidas.

      Assim, todos os lugares estariam à disposição de todos os interessados e não apenas os lugares indicadas como vagos. Cada candidato ao Movimento, seja para ingresso seja para transferência ou transição, deveria poder colocar todas as suas preferências, sem quaisquer limitações, mas no "pré-aviso" da abertura consta a indicação de que as vagas serão sempre limitadas aos lugares indicados no quadro: «Das eventuais vagas emergentes que possam ocorrer nos Núcleos identificados no mesmo quadro». Ora, a assim suceder, com esta limitação, não é possível novas vagas emergentes fora da tabela, havendo uma restrição às transferências e transições dos Oficiais de Justiça em funções bem como aos ingressantes, que só poderão concorrer a lugares indicados no quadro embora possam até estar colocados em lugares fora desse quadro, lugares esses que, desta forma, a serem movimentados, ficarão sem preencher, o que acaba por limitar substancialmente as possibilidades de movimentação e poderá causar situações anómalas com novas vagas emergentes que não vão ao Movimento e ficam abertas para daqui a um ano. Se isto é muito mau para as pessoas, não deixa de ser igualmente mau para o serviço.

      Com a publicação em Diário da República do aviso de abertura, a DGAJ disponibilizará em simultâneo, na sua página eletrónica, instruções para os candidatos ingressantes acederem à plataforma dos tribunais onde preencherão o seu requerimento de colocação para tal movimento. Oportunamente também aqui daremos conta de tais instruções e, eventualmente, algumas dicas úteis complementares ou esclarecimentos, mantendo também, como sempre, o nosso e-mail (OJ@sapo.pt) disponível para qualquer esclarecimento pessoal que pretendam.

      Por fim, a DGAJ recorda e alerta também que não serão aceites desistências após a divulgação do projeto do Movimento com exceção de casos excecionais. Ou seja, depois de conhecidas as colocações, embora ainda na fase preliminar do Movimento (de projeto), já não serão aceites desistências ao Movimento, a não ser em casos extraordinários que possam surgir e que, claro está, deverão ser justificados e serão apreciados e por fim decididos, positiva ou negativamente, pelo que não é aconselhável que se esteja a contar com esta possibilidade a não ser, como se disse, perante a existência de situações verdadeiramente excecionais.

      Quer isto dizer que a colocação das opções dos núcleos (localidades) no requerimento deve ser bem pensada, pois no caso de serem colocados nesses lugares que afinal foram da sua própria escolha, ou vão mesmo para lá ou desistem de tudo, sendo excluídos não só do Movimento mas também do concurso de acesso que aprovaram.

      Vários candidatos ao ingresso têm-nos contactado para o nosso e-mail já indicado colocando diversas questões, todas elas aqui já respondidas mas há uma outra questão que vão colocando e que se vai responder a seguir. Trata-se de indicar alguma previsibilidade nos passos que se seguem, especialmente em termos temporais de forma a poderem organizar as suas vidas.

      Ora bem, apesar de não sermos nós os executantes do Movimento, em face da inexistência de qualquer indicação, por qualquer entidade, vamos a seguir indicar uma previsão temporal dos vários atos relacionados com este Movimento Extraordinário até à sua conclusão com as colocações.

      Note bem que isto é uma mera previsão nossa.

      -1- Até meados do mês de setembro sairá publicado em Diário da República o Aviso de abertura do Movimento Extraordinário;
      -2- Até ao final do mês de setembro são apresentadas as candidaturas;
      -3- Na segunda metade do mês de outubro é apresentado o projeto de movimento;
      -4- Até à primeira quinzena de novembro esgota-se o prazo de pronúncia sobre o projeto;
      -5- Até ao final do mês de novembro é divulgado e até já pode ser publicado o Movimento Extraordinário em DR e
      -6- As colocações poderão ocorrer, o mais cedo ainda em novembro, ou, o que achamos mais provável, em dezembro, no máximo até ao final da primeira quinzena de dezembro para os candidatos com o prazo maior.

      Em declarações recentes, responsável governamental do MJ, anunciava que os 100 candidatos seriam colocados no mês de novembro e isso pode mesmo vir a suceder mas, de acordo com a nossa previsão, a assim suceder, sucederá apenas no final de novembro ou mesmo já em dezembro.

      Os prazos para os movimentados se apresentarem nas novas colocações são variáveis e depende da atual e da nova colocação de cada um, variando entre os 2 e os 15 dias de prazo.

      Os candidatos que ingressam em primeira colocação vão dispor do prazo de 8 dias quando a sua residência se situar no continente e a colocação ocorra também no continente ou se residirem numa região autónoma a colocação também ocorra dentro dessa mesma região autónoma ainda que com mudança de ilha. Já para os candidatos com residência no continente que sejam colocados nas regiões autónomas ou vice-versa, ou que residam numa região autónoma e mudem para outra, são concedidos 15 dias para se apresentarem.

      Ou seja, embora os Oficiais de Justiça já em funções tenham prazos mais curtos para se apresentarem, os ingressantes dispõem de prazos mais dilatados e não ganham antiguidade por se apresentarem mais cedo, podendo fazê-lo até ao último dia do prazo, independentemente dos contactos que recebam a combinar data e hora para se apresentarem, como vem sendo prática em algumas comarcas.

      Saibam os ingressantes que dispõem de todo o prazo e não precisam de receber nenhum e-mail ou telefonema ou recado de ninguém para se apresentar ao serviço, podendo fazê-lo em qualquer dia e hora até ao termo do prazo estabelecido, sem que isso signifique, como mal se informa muitas vezes, que os que antes se apresentam passam a ser mais antigos do que aqueles que se apresentem depois.

      Veja-se o que dispõe o artigo 75º do Estatuto EFJ. É indiferente o dia em que se apresentam e não têm que comparecer em nenhum dia que seja fixado por quem quer que seja, sejam Secretários de Justiça, sejam Administradores Judiciários… O prazo fica estabelecido, é publicado no Diário da República e é só a esse que devem obedecer.

      Seja lá como for, prevemos que até ao final da primeira quinzena de dezembro este Movimento Extraordinário de Setembro que se vai iniciar possa estar concluído e, com ele, concluído também o concurso de acesso à carreira que autorizava a entrada de 100 novos Oficiais de Justiça.

      Pode aceder à comunicação da DGAJ aqui citada através das seguintes hiperligações: “Ofício Circular” e “Despacho com Lugares a Preencher”.

PessoasEngrenagem.jpg

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:08


5 comentários

De Anónimo a 28.08.2019 às 10:37

Bom dia,

Surge-me uma dúvida.
Quando no ofício-circular é referido que "este movimento é exclusivamente destinado ao preenchimento:
- Dos 98 lugares indicados no quadro seguinte
- Das eventuais vagas emergentes que possam ocorrer nos Núcleos identificados no mesmo quadro.", significa isto que as vagas emergentes a considerar não serão apenas as que ocorrem nesses mesmos núcleos? Os tais identificados no quadro?
Obrigado.

De oficialdejustica a 28.08.2019 às 11:17

Sim, significa isso mesmo. É uma restrição atroz que limita as possibilidades de transferências e transições aos lugares do tal quadro. Dessa forma, por exemplo, um Oficial de Justiça em funções só poderá pedir a transferência para um lugar desse quadro se ele já estiver também num lugar desse quadro. Esta restrição acaba por prejudicar todos, tanto os que já se encontram em funções como os que ingressam, pois limita as possibilidades de colocações a todos.

De Anónimo a 28.08.2019 às 19:33

Mas afinal a greve ao trabalho suplementar decretada pelo SFJ está em vigor ou é apenas um fóssil.
Alguém consegue esclarecer esta dúvida metódica?
Viva o último congresso do SFJ e a troca de galhardetes entre o sindicato e a senhora secretária de estado.
Devem já existir alguns lugares prometidos.
O SOJ, apesar da sua boa vontade, também tem sido instrumentalizado neste teatro de marionetas.
Está na hora do SOJ assumir a liderança desta luta e de apresentar um novo pre-aviso de greve.

De Anónimo a 28.08.2019 às 20:27

Inacreditável, depois desta confusão toda, nem um comunicato do SFJ!
Regista-se também a ausência de um comunicado do SOJ, a esclarecer toda esta trapalhada, depois de ter sido aparentemente enganado.
Não aprenderam nada com as recentes greves dos Magistrados.
Estamos fartos de canções de embalar.
O sindicalismo está em perigo, a carreira especial dos Oficiais de Justiça dos Oficiais de Justiça tem sido desconsiderada e humilhada pela Senhora Ministra da Justiça e recentemente também pelo Senhor Primeiro Ministro como resulta da entrevista dada ao expresso.
Capturamos o país!
Perante este desaforo nem uma reacção!
Os Oficial de Justica sentem-se órfãos de um sindicalismo autêntico, transparente e corajoso.
Se existiram dúvidas sobre a legalidade de uma greve foi a decretada pelos Magistrados Judiciais enquanto titulares de um Órgão de soberania.
Muitos constitucionalistas pronunciaram-se pela ilegalidade dessa greve.
Ninguém com competência para suscitar, junto do Tribunal Constitucional, a legalidade dessa greve tomou essa iniciativa.
O sindicalismo está em perigo e os sindicatos são os principais responsáveis ou por taticismo ou por inacção.
Repito, não aprenderam nada com a greve dos Magistrados.


De Anónimo a 30.08.2019 às 12:31

“O SOJ procurou conhecer, como ponto prévio de análise, se a greve decretada pelo SFJ, em 1999, está em vigor – é importante a salvaguarda dos Oficiais de Justiça –, tendo o Presidente dessa entidade afirmado que existe um Parecer, requerido por essa entidade a um escritório de advogados, o qual fundamenta a validade da mesma.
Após ter sido dada essa garantia, assumindo o SFJ responsabilidade pela mesma…”

https://soj.pt/informacao-greve-cirurgica/

Portanto, existe um parecer, logo, parece… que está em vigor…
Então, parece… seguro aderir…

Comentar Artigo



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.................................................. INICIATIVAS COMPLEMENTARES:
..................................................
MEDIDAS e Sugestões de Proteção Prática para Oficiais de Justiça
Veja a compilação de sugestões recebidas até ao momento e envie o seu contributo para o e-mail:
OJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

..................................................
PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos. Saiba+Aqui

..................................................
Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
+
Veja também por aqui o Estatuto Editorial e a Direção desta publicação
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
808 24 24 24 - SNS 24 / Saúde 24
(custo de chamada local)
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    "Fontes do sector dizem que a verdadeira razão do ...

  • Anónimo

    Ah ok, foi publicado hoje e entra em vigor daqui a...

  • Anónimo

    Lei n.º 16/2020

  • Anónimo

    ??????????????????????????????????????????????????...

  • Anónimo

    Ja agora, uma perguntinha. A lei para a reabertura...

  • Anónimo

    Art 38 da Lei do Orcamento de Edtado 2020: 1 - A r...

  • Anónimo

    Esta pergunta só pode ser uma brincadeira de mau g...

  • Anónimo

    Experimente ler o Art. 13 b, do DL 10-A/2020, na r...

  • Anónimo

    Qual Lei?

  • Anónimo

    A gestão da pandemia começa a ficar nas mãos dos b...

  • Anónimo

    "Portugal tem de reforçar a quantidade e a qualida...

  • Anónimo

    Ainda vamos ter jogos de futebol antes de termos o...

  • Anónimo

    E a lei para a reabertura dos tribunais ja foi pub...

  • Anónimo

    Sei que a classe está envelhecida, mas quem ouvir ...

  • Anónimo

    O prazo de 15 dias anunciado para o inicio das neg...

  • Anónimo

    Diário da República n 103/2020, Série Ii de 25-05-...

  • Anónimo

    A lei obriga ao uso de máscara em espaço fechados ...

  • Anónimo

    Claro que sim! Nos Tribunais é obrigatório o uso d...

  • Anónimo

    Vai tu, otário!

  • Anónimo

    Para mim é claro que a lei continua a ser sabotada...

  • Anónimo

    Existe alguma Lei que obrigue ao uso de máscara de...

  • Anónimo

    Para sua informação caro anónimo, os tribunais con...

  • Anónimo

    Para sua informação caro anónimo, os tribunais con...

  • Paulo Jorge Henriques Anacleto

    Os tribunais estão a funcionar. Não a 100%, mas pe...

  • Anónimo

    Já agora, a lei já foi publicada ou continuamos a ...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"






    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................