Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL - Esta é uma página informativa independente com 6 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt


Sábado, 20.04.19

Os sindicatos de terceira idade e o sindicato bebé

      Para resolver os problemas dos trabalhadores será necessário que estes estejam inseridos em estruturas sindicais com cerca de 40 anos de existência e estas inseridas noutras estruturas maiores que abarquem todo o país e ainda outros trabalhadores?

      A esta pergunta, responder-se-á com os recentes acontecimentos relacionados com os camionistas, a greve que secou os postos de abastecimento de combustível e o seu sindicato apelidado de “bebé”.

      O Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) nasceu há meia-dúzia de meses e, por isso, foi apelidado de “sindicato bebé”. Sindicato independente que não pertence a nenhuma estrutura organizativa sindical e com cerca de 600 filiados que pagam à volta de 6 euros por mês.

      Este sindicato conseguiu a adesão de todos os trabalhadores a esta sua primeira greve que paralisou a sua atividade e, por isso, quase todo o país, alcançando, em negociações, os seus objetivos e as suas reivindicações (ainda que a prazo).

      Este caso merece reflexão.

      Uma iniciativa de camionistas que começaram por se associar, na forma de uma associação, que no final do ano passado se transformou em sindicato, levou a cabo esta iniciativa de luta com este resultado, deixando pasmados os demais sindicatos super estruturados e com anos e décadas de existência.

      Este caso merece reflexão e merece reflexão pelos Oficiais de Justiça.

      Como se sabe, as estruturas sindicais representativas dos Oficiais de Justiça não têm conseguido solucionar, ou sequer aproximar-se, das muitas reivindicações dos Oficiais de Justiça.

      Ainda este último domingo (14ABR) aqui abordávamos a greve ao trabalho fora-de-horas decretada em 1994, isto é, há 25 anos.

      Será possível comparar a greve dos Oficiais de Justiça com 25 anos com a greve dos camionistas com apenas alguns dias; mais concretamente três; isto é, nem uma semana de greve?

      É cada vez mais claro para os Oficiais de Justiça que a situação carece de uma profunda reflexão e de uma profunda remodelação e de uma profunda nova e contundente ação.

      Este sindicato bebé (SNMMP) tem por dirigente Pedro Pardal Henriques que nem sequer é camionista, tem outra profissão, mas tem interesse na profissão por o seu pai ter sido camionista e o seu irmão ainda o ser.

      Pedro Pardal disse que esta greve serviu para chamar a atenção para os problemas que a classe profissional de motoristas de materiais perigosas enfrenta. “Em três dias o país parou, entrou no estado de calamidade, não era essa a nossa intenção, manifestámo-nos sempre de forma pacífica”, começou por dizer, acrescentando: “A paralisação é feita em última instância. Mas isto serviu para alertar a importância que estes homens têm, sem eles o país para. O país não os reconhecia, mas a partir de hoje todas as pessoas vão saber o que é um motorista de matérias perigosas que trabalham 15 ou 18 horas por dia para que não falte nada na casa dos portugueses”, afirmou.

      Ora, é precisamente este mesmo tipo de visibilidade e respeito que os Oficiais de Justiça carecem e que, enquanto não tiverem, enquanto não forem reconhecidos e respeitados como elementos fulcrais no funcionamento da justiça, nada conseguirão.

BebeDeFato.jpg

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas/"Tags":

às 08:10


12 comentários

De Anónimo a 20.04.2019 às 10:39

Dizer-Se que alcançaram os seus objectivos revela a ingenuidade que persiste nos oficiais de justiça. O que ocorreu foi a forma encontrada pelo governo para ganhar tempo. O governo ganhou, pois conseguiu acabar com a greve; os patrões ganharam, pois não negociaram durante uma greve; e os trabalhadores ganharam, conseguiram, como tantas vezes conseguem os oficiais de justiça: conseguiram iniciar a negociação dia 29 de Abril e a promessa de conclusão até ao final do ano - depois das eleições -. Mas tal como o artigo refere e tantas vezes afirma a classe: CONSEGUIRAM. Conseguiram uma mão cheia de nada.

De Anónimo a 20.04.2019 às 10:57

Conseguiram algo muito valioso: Nunca mais um governo assobiará para o lado a um pré-aviso de greve deste sindicato!
E sim, vão ganhar porque estão unidos e determinados.

De Anónimo a 20.04.2019 às 11:21

Conseguiram, já, pelo menos duas coisas que os oficiais de justiça nunca conseguiram: VISIBILIDADE e RESPEITO. E isto com uma greve de 3 dias e não de 25 anos.

De Anónimo a 20.04.2019 às 12:22

https://www.dn.pt/pais/interior/advogado-lider-de-camionistas-com-queixa-crime-por-burla-10816322.html

https://www.dn.pt/pais/interior/quem-e-o-advogado-de-maserati-que-dirige-os-camionistas--10810520.html

É este tipo de líder sindical que querem para a profissão de oficial de justiça?

De Anónimo a 20.04.2019 às 12:25

Sim, porque com os que temos não vamos a lado nenhum, ou é com o tipo de líderes sindicais que temos hoje que querem continuar mais 25 anos?

De donzilia santos a 20.04.2019 às 12:38

Tudo tretas,não conseguiram foi nada de jeito!Conseguiram uns euros a menos no ordenado mensal! A visibilidade essa deveu-se : ao pouco civismo e egoismo do cidadão que não pensa nos outros e resolveu encher depósitos de tudo quanto era veículo, "potes"...etc. mesmo sem necessidade.Primeiro nós, depois vós, foi um princípio que muitos seguiram, embora conheça alguns que "não foram na onda".Deveu-se ainda à liberdade de quem queria trabalhar, ser retirada com piquetes de greve. Assim, também eu!
Na próxima greve, lá para o ano que vem, qualquer governo vai prever que haja limite de litros no abastecimento individual e que junto dos locais de carga seja livre o acesso de quem nāo se declare em greve.
Quando nem os serviços mínimos são respeitados, algo vai mal neste País de brandos costumesi
Mas, não esquecer os direitos que estes motoristas devem negociar, dada a especificidade das suas funcões.

De Anónimo a 20.04.2019 às 13:58


Foquem-se no que intereressa.
Há gente a encher os depósitos e todo o vasilhame que possui à vista de todos e ninguém lhe pega. Crimes públicos à vista de todos.
Quem tem lata enche sempre o depósito à custa do erário público.
Vai lá vai se fosse OJ estava ph.

De Anónimo a 20.04.2019 às 15:09

Roubar é palavra inventada para pessoas humildes e necessitadas.
Ai de ti pessoa comum e sem dinheiro se te apoderarares ilicitamente de comida num supermercado para matares a fome aos teus filhos.
Cleptomania é termo para gente sábia, chique e também verme da sociedade.

De Anónimo a 21.04.2019 às 10:38

"Quando nem os serviços mínimos são respeitados, algo vai mal neste País de brandos costumesi"

É uma forma de finalmente começar a acabar com os brandos costumes!

De Anónimo a 20.04.2019 às 22:29

Excelente artigo.
Excelente momento para reflexão.
Só não vê quem por filiação cegueira não consegue ver.
Uma mão cheia de nada foi o que os oficiais de justiça conseguiram em mais de 25 anos.
O mundo mudou, o sindicalismo tem que se adaptar à nova realidade e os velhos do Restelo têm que se afastar.
Sim, faz confusão, como é que um sindicato, recentemente criado, sozinho, consegue esta visibilidade em tão pouco tempo.
Conseguiram o reconhecimento da profissão e fortaleceram o processo negocial.
Uma mão cheia de nada conseguiram os oficiais de justiça ao longo de mais de 25 anos.
Conseguiram mostra que o país não era Lisboa e o Porto é que o resto era paisagem.
Por esse motivo, o governo, que inicialmente pensava que era uma grevesinha sem expressão, viu-se obrgado, poucas horas depois a decretar a requisição civil e a decretar serviços mínimos para o resto da paisagem, ou melhor, do país.
A virtude deste sindicato, reside no facto de não estar alinhado ou filiado, daí a imprevisibilidade, a surpresa e o sucesso.
Todos os portugueses ficaram a conhecer, em poucos dias, esta profissão, as suas dificuldades as suas motivações e reivindicações.
Já o mesmo não se verifica com os oficiais de justiça.
A maioria dos portugueses não sabem que aos oficiais de justiça não são pagas as horas extraordinárias a que estão obrigados diariamente a fazer.
Décadas de sindicalismo e nem está mensagem conseguiram passar junto da opinião pública.


.



De Anónimo a 20.04.2019 às 22:55

Todo este sucesso apenas com 6 euros que cada associado paga por mês!

De Anónimo a 20.04.2019 às 23:26

Temos mesmo que fazer uma grande reflexão!

Comentar Artigo



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt .................................................. ||| ÚLTIMAS INICIATIVAS ||||
..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos. Saiba+Aqui

.................................................. Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Donzília Santos

    Era este tipo de gestão que se pretendia com a "re...

  • Anónimo

    disparate é fazer perder tempo com questões de sem...

  • Anónimo

    É apenas uma questão de semântica!

  • oficialdejustica

    Sim, tem toda a razão, de facto não há, neste ano ...

  • Anónimo

    Afirmar que havia dois SMN no país é um completo d...

  • Anónimo

    É o que dá governar em cima do joelho e como reaçã...

  • Anónimo

    E é isto mesmo que define e norteia a ação polític...

  • Anónimo

    E o mediatisno bollywoodesco... também muito bom.

  • Anónimo

    O modelo Vandeskaden... Muito bom!

  • Anónimo

    Típico.Publicita-se o modelo Kaizen e implanta-se ...

  • Anónimo

    Muito bem. Gosto muito de ver como aqui não há est...

  • oficialdejustica

    Muito obrigado pela apreciação.

  • Donzília Santos

    Já vi por aqui outras análises objetivas de produ...

  • Anónimo

    2 anos não, vai ser tudo feito já no primeiro ano,...

  • Anónimo

    não me parece nadatudo o que seja para prejudicar ...

  • Anónimo

    Esta é que vai empurrar com a barriga...Não duvide...

  • oficialdejustica

  • oficialdejustica

    Obrigado Donzília por, finalmente, ver aqui uma "a...

  • Donzília Santos

    Esta sim, uma análise objetiva do blogger sobre pe...

  • Anónimo

    obrigado a ambos

  • oficialdejustica

    Sobre os Serviços Sociais do Ministério da Justiça...

  • Anónimo

    EntendidoAbraço solidário

  • oficialdejustica

    Há informações que não devem ser aqui divulgadas.

  • Anónimo

    “ao longo destes seis anos, tem angariado interess...

  • Anónimo

    Parecer nº 278 de 2019.10.15Processo n.º: 468/2019...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"






    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................