Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Oficial de Justiça

Bem-vindo/a ao DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL publicação periódica independente com 8 anos de publicações diárias especialmente dirigidas aos Oficiais de Justiça



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
DIÁRIO DIGITAL DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE PORTUGAL (DD-OJ)
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt

...............................................................................................................................
| | | - COVID-19
[1] - Compilação de Sugestões de Medidas de Proteção Práticas para Oficiais de Justiça
[2] - Consulte aqui os dados oficiais diários atualizados da DGS e infografias
[3] - Consulte também aqui, em primeira mão, as notícias que a agência Lusa fornece para a comunicação social, entretanto com acesso gratuito

...............................................................................................................................

Terça-feira, 16.05.17

Prevenir um Ciberataque

      Desde sexta-feira que centenas de milhares de empresas e instituições públicas foram afetadas, um pouco por todo o Mundo, por um vírus informático que já é considerado o maior dos ciberataques de sempre com “Ransomware”.

      O que é o “Ransomware”?

      Trata-se de pequenos programas maliciosos conhecidos como “malware” ou como vírus ou como Cavalos de Troia. Esta comparação com o Cavalo de Troia permite compreender melhor como atua o programa malicioso que entra inocentemente no computador e depois se apodera dele. Até há bem pouco tempo, estes programas tinham como objetivo a obtenção de informação mas agora estão num outro patamar, o bloqueio total e imediato de todo o computador.

      Ou seja, o objetivo agora é bloquear o computador, encriptar todos os ficheiros do computador e propagar-se na rede. O utilizador deixa de ter acesso a tudo e fica apenas com uma imagem no monitor em que lhe é explicado que se quiser ter o computador novamente a funcionar, liberto, então terá que pagar uma quantia e só depois de pago este resgate, será o computador libertado.

      Este tipo de ataque, embora já exista há alguns anos tornou-se mais pernicioso, em face de uma nova sofisticação, desde 2016.

      A infeção ocorre normalmente através do correio eletrónico, com e-mails que contêm uma hiperligação a sítios onde será descarregado o programa malicioso. Todos os dias são recebidos diversos e-mails que se querem fazer passar como sendo de fontes fidedignas e de entidades conhecidas, alertando para algo e impelindo o utilizador a fazer algo, como introduzir algum dado para uma alegada atualização ou para seguir uma hiperligação contida no texto do e-mail com o propósito de o ajudar em alguma coisa, proporcionar-lhe algum benefício ou, tão simplesmente, dar-lhe a conhecer a última notícia que anda na boca de todo o mundo e que tem muito interesse, não só para o próprio como para todos os seus contactos, pelo que sempre se apela a que seja reencaminhada para outros.

      Estes vírus informáticos não são vírus biológico e espalham-se na rede por manifesta incúria dos utilizadores que se deixam enganar com mensagens que julgam inocentes, sérias e honestas.

      De todos modos, este último ataque, ainda em curso, está em vias de se tornar um caso muito sério com paragem total de muitas instituições e de muitos serviços. Muitas empresas têm optado por se desligar completamente da Internet ou de proibir os seus trabalhadores de aceder ao correio eletrónico, às redes sociais, etc.

      Desconhece-se a origem deste ataque, uma vez que a origem está camuflada em código compilado de muitas fontes e de muitas origens o que acrescenta uma grande complexidade de descodificação sendo muito difícil identificar os possíveis autores.

CiberCrime.jpg

      Este “malware” “Ransonware” é conhecido como sendo da família “Wanna”, o “WannaCry”. O diretor da Europol contabilizava, no sábado, mais de 200 mil vítimas, em 150 países, mas os números podem muito bem ser de maior dimensão e ninguém se atreve a fazer uma estimativa mais alargada.

      Nos Estados Unidos a administração Trump já confirmou que os ataques são mais complexos do que se pensava e uma equipa de peritos montou um “bot” para contabilizar os pagamentos de resgate que são feitos, em “bitcoins”, às várias contas ligadas a este ataque, e já somam muitos milhares.

      No sábado o jornal The Guardian proclamava um "herói acidental" e adiantava que um jovem britânico que mantém o blogue “MalwareTech” tinha conseguido identificar o domínio usado pelo “malware” e que o comprou por 10 dólares, bloqueando a difusão do ataque. Isto é, o ataque tinha como origem um domínio (um sítio na Internet) que não existia e, como tal, estava disponível para ser adquirido e passar a existir realmente. Ao adquirir os direitos do domínio, sem querer frustrou a ação do programa mas tal sucedeu apenas de forma temporária, uma vez que facilmente os “hackers” podiam alterar o código para continuar o ataque. O que aparentemente aconteceu de seguida.

      Em Portugal, Pedro Veiga, coordenador do Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) confirmou que várias empresas confirmaram ter sido alvo de ataques mas que não recebeu nenhuma comunicação da Administração Pública, o que pode ter acontecido também devido à tolerância de ponto que estava em vigor no dia 12 de maio, sexta-feira. O Ministério da Saúde chegou a desativar o correio eletrónico como medida de segurança e o INEM está a usar comunicação de rádio para ultrapassar o facto dos Hospitais e Centros de Saúde estarem sem correio eletrónico. A Polícia Judiciária diz que este ciberataque é "persistente e de grande dimensão".

      Entretanto, o que é que podemos fazer para evitar este (e outros) ataques?

      Há várias medidas de proteção básicas para evitar este tipo de ataques e uma das primeiras é não abrir e-mails suspeitos, nem seguir hiperligações (links) de fontes pouco credíveis. Os especialistas recomendam também que se mantenham os sistemas e aplicações atualizados, até porque este “malware” explorava uma falha no Windows que até já fora objeto de correção em março pela Microsoft, pelo que é um fator muito importante manter os sistemas computacionais atualizados, para além da permanente desconfiança que se deve ter no mundo digital.

      No entanto, mesmo seguindo todas essas cautelas, ninguém consegue estar 100% seguro e por isso, para proteger a informação, é obrigatório que os utilizadores estejam preparados para perder todos os seus dados em determinada máquina, uma vez que as possibilidades de isso acontecer são muito reais e cada vez maiores. Assim, torna-se forçoso reallizar cópias de segurança com muita frequência, para sítios de armazenamento na nuvem, para discos externos como as “pens drives” ou Cd ou DVD, de forma a poderem aceder de novo a todos os dados após a inevitável perda por infeção.

      Hoje encontramos no mercado uma vasta oferta de discos externos, desde os grandes com muitos gigas de capacidade às pequenas “pens” com 4 ou mais gigas de capacidade e que têm um preço muito acessível, já para não referir os CD que, embora com muito menor capacidade de armazenamento, também são uma solução embora às vezes se tenha que gravar vários para tudo o que se tem guardado no computador.

      Ou seja, embora haja algumas medidas de precaução que podem ser tomadas, como não seguir hiperligações (links) duvidosos ou disponibilizados por entidades pouco credíveis ou desconhecidas, tal não se mostra ainda completamente seguro, pelo que a medida mais eficaz é a da cópia de segurança, uma vez que essa é a única que nos permitirá continuar a deter tudo aquilo que pretendemos preservar.

      No sítio “No more Ransomware” aconselha-se a nunca pagar o resgate pedido, uma vez que isso incentiva a continuidade dos ataques e também não aporta qualquer garantia de que se consiga obter a chave para ter novamente acesso ao computador.

      Qual é a configuração técnica do ataque?

      Este ataque usa os vírus WannaCrypt, WannaCry, WanaCrypt0r, WCrypt, WCRY e afeta todas as versões do Windows antes do Windows 10, desde que não tenham aplicado as correções já divulgadas pela Microsoft. O vírus usa a porta TCP 445 para se propagar e a vulnerabilidade “eternalblue”.

      O resgate pedido varia entre 300 e 600 euros e é pago em “bitcoins”, mas pode ir aumentando com o tempo. Apesar das recomendações das autoridades, muitos utilizadores têm optado por fazer os pagamentos.

Computador01.jpg

      Enfim, o que há a fazer são apenas quatro coisas simples:

      1– Manter uma atitude racional na Internet, não partilhar imagens nem textos apenas porque apelam a sentimentos ou causas nobres, desconfiar sempre e não seguir hiperligações (links) que sejam indicados em mensagens correio eletrónico (e-mails) ou de outras aplicações, a não ser que tenha a certeza que são ligações seguras. Por exemplo: o leitor habitual desta página já sabe que as centenas de ligações que aqui se encontram são todas fidedignas e, por isso, esta página é confiável, mas o leitor que acaba de chegar deve, por princípio, manter-se desconfiado.

      2– Manter os computadores pessoais limpos de aplicações duvidosas, especialmente gratuitas e com os sistemas e programas sempre atualizados, designadamente nos seus domicílios, uma vez que nem sempre podem fazer atualizações nos computadores dos seus locais de trabalho.

      3– Prevenir-se, convencendo-se que, mais tarde ou mais cedo, será também uma nova vítima destes ataques informáticos, realizando cópias frequentes de tudo aquilo que quer preservar para outros suportes externos.

      4– E por fim, o quarto elemento a considerar é apenas o de esperar que nada aconteça, isto é, manter-se otimista, porque realizou todos os três aspetos anteriores e está preparado para o embate.

      A imagem abaixo é a de um computador capturado em que se exige resgate.

RansomWareWannCry.jpg

      Alguma da informação base para a elaboração deste artigo, e aqui pontual e parcialmente reproduzida e/ou adaptada, foi obtida na fonte (com hiperligação contida): “SapoTek”.

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 08:06



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt
.................................................. INICIATIVAS COMPLEMENTARES:
..................................................
MEDIDAS e Sugestões de Proteção Prática para Oficiais de Justiça
Veja a compilação de sugestões recebidas até ao momento e envie o seu contributo para o e-mail:
OJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

..................................................
PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos. Saiba+Aqui

..................................................
Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Acordos & Descontos para Todos - Lista de descontos para Oficiais de Justiça oferecidos por empresas privadas.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
+
Veja também por aqui o Estatuto Editorial e a Direção desta publicação
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
808 24 24 24 - SNS 24 / Saúde 24
(custo de chamada local)
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • oficialdejustica

    Tem sido motivo de muitas revisitações esse artigo...

  • oficialdejustica

    Neste momento, os elementos desta página não faria...

  • Anónimo

    Colega aconselho-o a ler um artigo publicado no Co...

  • Anónimo

    Bem, Sr. “Oficial de Justiça”, já conseguiu profer...

  • oficialdejustica

    Continua a vaguear nas ideias que se cruzam e curt...

  • Anónimo

    Infelizmente a carreira está assim:No topo, estão ...

  • Anónimo

    Sr. "Oficial de Justiça", ainda em tempo, o meu ag...

  • Anónimo

    Permanecer no local de trabalho sempre que for nec...

  • Anónimo

    Sou Auxiliar e, portanto, há muito tempo que chegu...

  • Anónimo

    O sfj aproveitou o ricoj para fazer prova de vida....

  • Anónimo

    Mais uma vez foi o SOJ que teve a iniciativa.Recom...

  • oficialdejustica

    A opinião desta página é clara e é manifestada qua...

  • Anónimo

    Mas afinal quando é que a proposta vai finalmente ...

  • Anónimo

    Porque será que tem que ser o SOJ a dar conhecimen...

  • Anónimo

    Posso pedir um favor? O "Oficial de Justiça" insto...

  • Anónimo

    Colega, afirmações de um responsável máximo do SFJ...

  • Anónimo

    Considera o título ingénuo? Ou melhor, indiciariam...

  • Anónimo

    Apenas quero manifestar o meu mais profundo apreço...

  • oficialdejustica

    Por favor explique o que vê de "lastimável" no art...

  • Anónimo

    Já não bastava os "comentaristas de serviço" acusa...

  • Anónimo

    A verdade (e por muito que me custe dizer isto), é...

  • Anónimo

    Já não bastava a quota, agora tenho de comprar o C...

  • Anónimo

    Porque insistem os oficiais de justiça em continua...

  • oficialdejustica

    Esclarece-se que o comentário de 02-12-2020 às 10:...

  • Anónimo

    Apreciei factos e a postura que já vêm de longe. ...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"






    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................