Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oficial de Justiça

Esta página é uma iniciativa informativa DIÁRIA especialmente vocacionada para Oficiais de Justiça. De forma independente da administração da justiça e dos sindicatos, aqui se disponibiliza a informação relevante com um novo artigo todos os dias.



oficialdejustica.blogs.sapo.pt
As publicações desta página podem ser encontradas diariamente em diversas plataformas:
oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt oficialdejustica.blogs.sapo.pt

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES A DESTACAR:
Veja na Lista de Publicações/Legislação (com acesso acima, na linha das Listas, junto ao cabeçalho) as duas últimas publicações com interesse para os Oficiais de Justiça:
[1]- O anúncio da data para as eleições dos vogais do Conselho dos Oficiais de Justiça.
[2]- O aviso prévio da publicação em DR de aviso para novo Movimento Extraordinário a realizar no próximo mês de novembro, com a indicação dos lugares disponíveis.
...............................................................................................................................

Segunda-feira, 16.09.19

Quadros, Colocações e Défices

      Há cerca de uma semana, o atual Governo divulgou um relatório sobre a Justiça nos anos de 2015 a 2019, isto é, no período desta atual legislatura já prestes a findar.

      Este relatório, de mais de 100 páginas, constitui o resumo destes anos de governação e, no que diz respeito aos Oficiais de Justiça, nestas mais de 100 páginas, constam apenas duas páginas.

      Nessas duas páginas apenas constam valores em forma de gráficos com os totais de Oficiais de Justiça existentes e a sua distribuição.

      Numa página cabem os dados dos tribunais judiciais de 1ª instância, com três gráficos, e noutra os dados dos tribunais administrativos e fiscais de 1ª instância, com outros três gráficos. Nada mais.

      Deste relatório e dos dados ali lançados, verificamos como em dezembro de 2018 o total de Oficiais de Justiça ao serviço nos tribunais de comarca (primeira instância) era de 6867.

      A Portaria 161/2014 de 21AGO, alterada pela Portaria 93/2017 de 06MAR, estabeleceu para os tribunais judiciais de comarca (1ª instância), um número total de Oficiais de Justiça de 7612.

      Assim, só nestes tribunais judiciais de 1ª instância, o défice de Oficiais de Justiça é de 745.

ContarPelosDedos2.jpg

      De acordo com as últimas listas de antiguidade divulgadas este ano de 2019, com referência a 31DEZ2018, o número total de Oficiais de Justiça constantes dessas listas era de 7865.

      De acordo com o número total de lugares de Oficiais de Justiça em todos os tribunais e serviços do Ministério Público do país, o número ideal de Oficiais de Justiça colocados seria de 8974.

      Assim, verificamos que o défice global se encontra nos 1109 Oficiais de Justiça. No entanto, este número bruto está ainda sujeito a correção com a dedução dos Oficiais de Justiça que se encontram a desempenhar outras funções numa grande variedade de serviços, pelo que o número global do défice de Oficiais de Justiça com referência a lugares em todos os tribunais e serviços do Ministério Público é bem maior do que aqueles 1109.

      A seguir pode verificar o número de Oficiais de Justiça previstos na Portaria que estabelece o número de lugares em cada comarca, seguido do número de Oficiais de Justiça efetivamente ali colocados, até 31DEZ2018, indicando-se à frente a respetiva diferença existente; diferença esta que só numa das 23 comarcas é positiva.

QuadroColocacoesDiferenca31DEZ2018.jpg

      Veja a seguir os quadros que constam no mencionado Relatório para os tribunais de comarca.

Quadros-MJ-DGAJ-Relatorio20152019(DadosOJ2018).jpg

      A seguir pode verificar a evolução do número de Oficiais de Justiça ao longo dos anos de acordo com as categorias e tendo por base as listas de antiguidade a 31DEZ de cada ano.

OJ-TotaisAnuais2018.jpg

      Tendo por base os dados do quadro anterior, abaixo fica com uma ideia gráfica da evolução da quantidade total de Oficiais de Justiça ao serviço nos tribunais, desde 2004 até ao presente, tendo por base as mesmas listas de antiguidade a cada 31DEZ.

OJ-TotaisAnuais-Grafico2018+LinhaVerde.jpg

      Pode aceder diretamente ao Relatório da Justiça 2015-2019 aqui mencionado através da hiperligação incorporada.

por: GF
oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas/"Tags":

às 08:06


16 comentários

De Anónimo a 16.09.2019 às 11:16

> Posso perguntar pelos supranumerários?
> E os que ainda não passaram à efectivação por estarem em período probatório há largos anos?
-> Onde é que eles estão nestes gráficos?

De oficialdejustica a 16.09.2019 às 11:28

Os supranumerários estão nos gráficos. Os gráficos têm por base as listas de antiguidade, independentemente de serem supranumerários ou não. Supranumerário é aquele que fica em excesso no lugar da sua colocação mas ali se mantém colocado até ser colocado, por Movimento, noutro lugar.
Quanto a Oficiais de Justiça "há largos anos" no período probatório, isso é coisa que não existe. O período probatório é, por regra, de um ano, embora possa ser prorrogado por mais e até seis meses. Assim, o máximo em período probatório é de um ano e meio. O facto do serviço de vencimentos demorar mais um par de meses a pagar o vencimento atualizado não faz disso "largos anos" e ainda que a demora exista, como sempre existiu, não haverá perda de vencimento uma vez que todas as diferenças serão pagas com retroatividade. Já houve tempos em que tal não sucedia mas não agora.

De Anónimo a 16.09.2019 às 12:28

Respondido! Obrigada!
Ainda que fique por esclarecer (melhor) a questão do período probatório... tenho dúvidas numa situação específica mas que terei que averiguar melhor.

De Anónimo a 16.09.2019 às 18:35

Quem ingressou no movimento extraordinário de 2017, fazendo em Maio um ano e assim, ao ser aprovado, deixou de ser provisório, ainda não recebeu a devida atualização no seu vencimento, porque está a DGAJ a aguardar que outros, que faltaram e etc, sejam os motivos compreensíveis ou não, atinjam o tal ano completo em funções.
Mas porque motivo têm os que já estão aprovados aguardar pelos outros?
Quando alguém ingressa tem x dias para se apresentar no tribunal em que foi colocado e tem de se apresentar em x dia, independentemente dos outros, não? A DGAJ aqui não espera nem adia “sine die”... mas está agora a fazê-lo porque dá jeito, ao ainda não ter feito publicar a lista de colocações efetivas passados quatro meses!

De Anónimo a 16.09.2019 às 23:10

Trata-se de engenharia financeira por causa do défice.
CONTAS CERTAS ou tavez não!
Certo é que quando receberem os retroactivos vão ser penalizados em sede de IRS.

De oficialdejustica a 16.09.2019 às 23:18

A questão do IRS não é relevante, pois é acertado cada ano pela totalidade dos rendimentos e despesas. Depois de entregue a declaração anual e calculado o rendimento/vencimento anual (e não mensal), se tiver pago a mais receberá a devolução. E isto sucede com todos, todos os anos.
Problemáticas são as demais percentagens: ADSE, CGA ou SS e até a percentagem da quota do sindicato. Haverá quem pague mais ao seu sindicato e nunca terá acerto ou devolução do que pagar a mais aquando do súbito aumento do vencimento pelo recebimento dos retroativos.

De Anónimo a 16.09.2019 às 23:26

Não é relevante! Não é relevante para quem pode financiar o Estado.
Para quem ingressa na carreira e não tem outras fontes de rendimento é muito relevante.
As despesas têm que ser suportadas mensamente e os credores não esperam pelo acerto final do IRS.

De oficialdejustica a 16.09.2019 às 23:34

Não é relevante (o IRS) no sentido de que é reversível, o que já não sucede com outras taxas (ADSE, CGA/SS e Sindicato), pois essas, sim, é que deveriam ser fonte de preocupação uma vez que nunca serão ressarcidas.
Compreenda-se, por outro lado - e como é óbvio -, que relevante é sempre o facto dos vencimentos dos trabalhadores não serem pagos de forma correta e atempada, uma vez que estes cumprem todos os dias de forma correta e atempada o seu trabalho.

De Anónimo a 24.09.2019 às 11:36

Segundo informação (prestada telefonicamente) da DGAJ, na pessoa da responsável que está com a documentação referente às colocações provisórias, foi informado que, até ao fim deste mês, sairá comunicação para publicação.

De Anónimo a 01.10.2019 às 18:18

o mês já acabou e a comunicação ainda não saiu

De Anónimo a 09.10.2019 às 10:21

parabéns

Lista de colocações provisórias convertidas em definitivas - Despacho de 01 de outubro de 2019:

https://dgaj.justica.gov.pt/Portals/26/5-TRIBUNAIS/Funcion%C3%A1rios%20de%20Justi%C3%A7a/Lista%20de%20coloca%C3%A7%C3%B5es%20provis%C3%B3rias/Lista-convers-provisorias-definitivasDGAJ_desp_01-10-2019.pdf?ver=2019-10-09-085504-980

De Anónimo a 16.09.2019 às 23:18

Aí OIT OIT!

De Anónimo a 17.09.2019 às 11:14


Onde anda o SOJ?

De Anónimo a 17.09.2019 às 15:21

O SOJ?
Andam no seu tachinho, repararam que a única coisa que eles fizeram nos últimos anos foi agir contra a entrada dos já funcionários públicos para a classe.

De Anónimo a 17.09.2019 às 16:12

O pior é que essa acção, nos últimos anos, foi a única e a última a ser tomada em prol da elevação da carreira.

De Anónimo a 17.09.2019 às 20:04

O colega, caso seja oficial de justiça e não mero ressabiado, perdeu uma oportunidade de estar calado. Então uma das melhores coisas que foi feita em prol da nossa carreira e acaba criticada? O próprio sfj que tanto contestou esse processo acabou por omitir a sua vergonhosa atuação tentando reescrever a história e vem agora o colega falar disso. Quanto aos tachos, se eles existem, há que denunciar publicamente, com elementos concretos. Somos oficiais de justiça e temos responsabilidades, senão andamos por aqui a dar tiros nos pés.

Comentar Artigo



BandeiraPT oficialdejustica.blogs.sapo.pt .................................................. ||| ÚLTIMAS INICIATIVAS ||||
..................................................
Legislação e Publicações Relevantes - Lista com seleção diária de legislação e outras publicações relevantes em Diário da República e noutras fontes.
Consulte a lista aqui
saiba+aqui

..................................................
Lista de Alojamentos
Anúncios de Procura e de Oferta de alojamentos para Oficiais de Justiça. Contacte pelo e-mail dedicado:
ProcuraAlojamento@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Grupo WhatsApp para Oficiais de Justiça
A comunicação direta de, para e com todos. Saiba+Aqui

.................................................. Lista de Anúncios para Partilha de Carro
Boleias e partilhas de lugares nos carros, sejam diárias, aos fins-de-semana, para férias ou ocasionais, anuncie a disponibilidade e contacte pelo e-mail dedicado:
PartilhaDeCarro@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. PERMUTAS para Oficiais de Justiça (Lista de Permutas)
Veja os pedidos existentes e envie os seus para o e-mail dedicado:
PermutasOJ@sapo.pt
Consulte a lista aqui

saiba+aqui
.................................................. Histórias de Oficiais de Justiça (Compilação)
Envie histórias, peripécias, sustos, etc. para o e-mail dedicado:
HistoriasDeOficiaisDeJustica@sapo.pt

saiba+aqui

..................................................
Estatuto dos Oficiais de Justiça EOJ - Para assuntos relacionados com o Estatuto em apreciação use o e-mail dedicado:
Estatuto-EOJ@sapo.pt

veja+aqui
..................................................
Endereço Geral da página - Para assuntos diversos, use o endereço de e-mail geral:
OJ@Sapo.Pt

..................................................
Veja por aqui + informação sobre o Perfil / Autoria da página
..................................................
Dúvidas sobre a Justiça?
Ligue para a Linha Justiça
(MJ) (chamada gratuita):
800 910 220
(das 9h às 19h nos dias úteis)
saiba+aqui e veja também o portal da Justiça em justiça.gov.pt
..................................................
Linha de Emergência Social:
Apoio da Segurança Social e do Ministério da Justiça:
144 (Linha Gratuita 24 h)
saiba+aqui
Linha da Segurança Social:
300 502 502 (das 09h às 18h)
..................................................
Outras Linhas de Apoio:
800 209 899 - SOS Voz Amiga
(das 16h às 24h) (gratuita)
808 237 327 - Conversa Amiga
(das 15h às 22h) (gratuita)
239 484 020 - SOS Estudante
(das 20h à 1h)
222 080 707 - Telf. Esperança
(das 20h às 23h)
800 990 100 - SOS Pessoa Idosa
(das 10h às 17h) (gratuita)
..................................................

Meteorologia

Porto
Lisboa
Faro

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Para Contactar:

Para mensagens breves pode usar a caixa de mensagens abaixo (mensagens instantâneas) ou usar o endereço geral de e-mail: oj@sapo.pt para mensagens maiores, com imagens ou anexos ou se quiser uma resposta.

Mensagens Instantâneas

Na caixa de mensagens abaixo pode enviar qualquer tipo de mensagem de forma simples e rápida. Basta escrever, carregar no botão "Enviar" e já está. Estas mensagens são anónimas, não são públicas nem são publicadas. Como as mensagens são anónimas se quiser resposta indique o seu e-mail.

Mensagens

Subscrever para receber e-mail

Pode receber no seu e-mail cada artigo aqui publicado, para isso basta indicar o seu e-mail e depois ir lá confirmar a subscrição na mensagem que lhe será enviada. Simples, automático e recebendo cada artigo logo que publicado. .................................................

Escreva abaixo o seu endereço de e-mail:

Não esqueça ir depois ao seu e-mail confirmar a subscrição (se ocorrer avaria comunique).


Comentários

Pode comentar cada artigo e responder a comentários já existentes. Os comentários podem ser anónimos ou identificados e o conteúdo não é previamente (mas posteriormente) verificado.
Para comentar os artigos selecione "Comentar".
Os comentários são públicos. Para mensagens privadas use a caixa de mensagens ou o e-mail.
Os comentários ou respostas colocados pela administração da página surgem identificados como "oficialdejustica" e clicando no nome acede ao perfil da página. Não se identifique com nomes e de forma igual ou parecida com a referida designação.
Os comentários e as críticas não devem atingir pessoas mas apenas ideias. A discussão deve ser saudável, construtiva e digna. Serão eliminados os comentários que se julguem inadequados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ai fumaste fumaste!

  • Anónimo

    Para perceber terá que explicar melhor como é que ...

  • Anónimo

    Só quem não quer é que não se apercebe de onde vem...

  • Anónimo

    Já saiu em Diário da República?

  • Anónimo

    A justiça nunca foi tão célere como o é agora.Há d...

  • Anónimo

    Os computadores fazem tudo com a ajuda daquele per...

  • Anónimo

    Porra pá, **era comentário**

  • Anónimo

    **era comunário**

  • Anónimo

    Mas que bem!Concordo consigo. Venha depressa retri...

  • Anónimo

    **era documentário**

  • Anónimo

    Boa Donzília:Apreciei o seu cumentário.Abraço daqu...

  • Anónimo

    É por pessoas como você que a Justiça está no esta...

  • Donzília Santos

    Era síndrome e nāo como está escrito.Portaria dos ...

  • Anónimo

    Velho ditado inglês:IF YOU PAY PEANUTS...YOU GET M...

  • Donzília Santos

    Concordo.Nem tudo o que luz é oiro e nesse local d...

  • Anónimo

    Pois vamos, de mal a pior... A profissão está cada...

  • Anónimo

    PRENUNCIADO!!!?? Oficial de Justiça!!!?? Vamos de ...

  • Anónimo

    É incrível o sindicato ainda não ter se prenunciad...

  • Anónimo

    Algum fumo inalado que provoca síndrome da persegu...

  • pvnam

    BOYS E GIRLS DO ANTI-RACISMO E DA ANTI-XENOFOBIA: ...

  • Anónimo

    Bom diaJá que se está a falar em oficiais de justi...

  • Anónimo

    A justificação - que considero que não é compreens...

  • Anónimo

    Há que desfazer a instituição. Mais facilmente se ...

  • Anónimo

    Em tempo**Acrescenta-se que os serviços não ficam ...

  • Anónimo

    "nem tudo o que luz é oiro". Sabe onde se encontra...




oficialdejustica.blogs.sapo.pt

Ligações

Ligações de INTERESSE:

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações a LEGISLAÇÃO

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  • Em alguns casos, pode não ver todo o documento mas só a primeira página. Baixe o documento para o ver e ficar com ele na totalidade.

  •  
  • _______________________

  •  
  • Ligações a DOCUMENTOS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • Ligações dos TRIBUNAIS

  •  
  •  
  • ________________________

  •  
  •  
  • POR e PARA Oficiais de Justiça

  •  
  •  
  • ________________________


    Onde encontrar o Ofici@l de Justiç@?

    Os artigos aqui publicados são distribuídos por e-mail a quem os subscrever e são ainda publicados no Facebook, no Twitter, no "Blogs Portugal", no "Reddit" e no WhatsApp, ou seja, em 7 plataformas diferentes:

    1- Sapo (oficialdejustica)

    2- Facebook (OficiaisJustiçaPortugal)

    3- Twitter (OfJustica)

    4- Blogs Portugal

    5- Reddit (OficialJustica)

    6- WhatsApp

    7- Assinantes por "e-mail"






    Para além das outras possibilidades de comunicação, se pretender comunicar por e-mail, use o endereço abaixo indicado:

    OJ@SAPO.PT

    .......................................................................................................................